2011/02/13

Dia 551

Pensa. Milhões de galáxias, muitos universos. E um pontinho no céu. Somos nós.
Olhe no espelho, "Algum dia, algum dia meu sonho vai se realizar". Uma noite você vai acordar e descobrir que nunca se realizou. Que deu tudo ao contrário, que nunca vai ser. Que já ficou velho. Não aconteceu e nunca vai acontecer por que depende de você. E vai acabar deixando escondido na memória e sentar passivamente na cadeira reclinável, sendo hipnotizado pela programação da tv pelo resto da vida.
Um plano fadado ao fracasso. Eu poderia ter feito a hora que quisesse. Você tem razão. Absoluta.
Eu me preocupava bastante com o que queria ser quando crescesse, quanto ganharia ou se me tornaria alguém importante. Ás vezes as coisas que você mais quer, não acontecem. E ás vezes as coisas que jamais esperaria acontecem. O que importa? Somos todos insignificantes nessa porcaria de zona!
Alguns são caixas de supermercado. Outros são seguranças. Alguns recolhem o lixo. Outros são funcionários públicos. Alguns servem mesas. Outros são atendentes. Alguns são católicos. Outros são crentes. Alguns falam a verdade. Outros mentem. Mas todos estão tentando viver a vida.
Você mente e eu acredito.

12 comentários:

●๋• тнαi иαรciмєитσ disse...

Se pararmos pra pensar realmente pareceremos seres insignificantes no Universo, mas sou daquelas que ainda acredita que temos nosso valor. Veja o que conseguimos fazer com a natureza, veja o que o homem conseguiu fazer de si mesmo. É isso o que temos que ter em mente pra ver se tomamos vergonha na cara e fazemos algo decente com nossas próprias vidas.

Gostei muito do texto!

Mariana das Neves disse...

Se raciocinarmos perceberemos que vivemos numa grande mentira (pelo menos a maioria de nós). Mas, mesmo assim, temos momentos preciosos, bons. E talvez "isso" nos dê algum significado.

Be Lins disse...

Gostei demais desse texto,
coisas ditas sem filtro, viscerais.

Gosto muito do seu blog.

Beijo

Apenas Tici... disse...

Só posso dizer que faço das suas as minhas palavras.
Acho que acredito verdadeiramente nisso... E vivo isso, o que é pior!

Beijinhos

Janaína Pupo disse...

Caramba, simplesmente pirei nesse texto seu.
Tenho medo de envelhecer assim, por isso faço o que acho "certo", foda-se se a sociedade acha errado!
Beijos, querido... parabéns!

Janaína Pupo disse...

Boa semana, querido.
Beijos.

Jéssica. disse...

Nós somos tão pouco e muitas vezes achamos que significamos muito. Chingamos, nos dizemos injustiçados, mas quem somos nós pra exigir tanta coisa afinal? Quando tudo acabar, quem sentirá nossa falta? O mundo continuará girando e girando. E a galáxia terá um pontinho a menos. E só isso. Mas a galáxia terá outros tabntos pontinhos que UM só não fará tanta falta.

Lis disse...

Obrigada pela visita ao meu espaço e desculpe pela demora em retornar...estava dando um tempo auhsuha.POsso te dizer que vc escreve muito bem? É a mais pura vdd planejamos tanto e no final nem sempre acontece o que queremos.Estou procurando viver melhor o hoje.Não quero chegar um dia e sentar numa cadeira reclinável e pensar: Eu vivi ou apenas sobrevivi?
BJusssssssss

Tatylee. disse...

"Somos quem podemos ser,sonhos que podemos ter" HW

Acho que essa trecho serve pra tua postagem.Infelizmente nem todos ultrapassam limites, alguns se prendem nas barreiras impostas pela sociedade.

Maíra K. disse...

Às vezes você PENSA que algo é o que você mais quer quando na realidade não é. Outras vezes, pode até se querer muito mas a pessoa não se esforça tanto a ponto de merecer. E, ainda, tem vezes que, simplesmente, não é para ser e deve se contentar com isso e pronto.

Beijos,
bom fim de semana!

Jamy ჱܓ disse...

Acho que seu eu anexasse esse texto no meu espelho ou tatuasse ele em mim, ainda me perguntaria o que eu fiz? o que eu queria fazer? O que eu poderia ter feito?.. Talvez o que nos falte seja tão pouco .. talvez seja isso que a gente tanto busca e não enxerga ..
Muito bom visitá-lo em palavras tão bem sintonizadas e significativas .. Muito bom!

M.R. Mathias disse...

Colateral - Tom Cruise e James Fox, muito bom o diálogo desse filme.