2017/05/24

Dia 2389


Ela é fria, é a mulher mais fria que eu conheço. Do tipo que vai tentar te impedir de entrar na vida dela uma centena de vezes. Fala coisas como "Estou bem sozinha", "Não preciso de ninguém", "já ouvi isso antes" mas quase sempre é como um roteiro da boca para fora quando diz "Não quero uma relação", "Estou bem assim".
Chora no banheiro sozinha na hora do banho e não da para saber o que são lágrimas e o que é água que vem de cima. Ela chora na cama com a solidão de companhia. Tem muitos dvd's e algumas roupas largadas por ai em cima da cama e até no chão. A louça na pia é de dias anteriores, quem liga? Mas tem faxinas de tempos em tempos, que é quando bate a saudade, a raiva, o rancor, a solidão. Descontar tudo em uma boa limpeza para depois deixar tudo espalhado de novo.
Ela não faz por mal, é sério. É assim porque já foi muito magoada sem dó por um ou mais homens no passado ou á meses atrás mesmo. Depois disso não apareceu ninguém que se esforçasse o suficiente ou é pouco interessante. A maioria que aparece sempre quer chegar apenas com a intenção de levar ela para cama e sair da vida dela na manhã seguinte ou imediatamente após isso. Dai ela criou esse tipo de proteção, essa parede imaginária para não voltar a cair no mesmo erro novamente e seu maior medo é começar tudo de novo se apaixonando.
Vai dizer por ai que prefere ter o canto dela, as coisas dela, o tempo dela, que esta bem sozinha na vidinha dela e que não precisa de ninguém para chateá-la. Já tem problemas o bastante e coisas demais na cabeça. Começa a pensar então que não existe alguém que se identifique com ela, alguém que valha a pena. Vai passar a ver algumas coisas de uma maneira mais negativa e até se esquecer como é ver as coisas com o coração novamente. Vai lutar para ser a pessoa mais independente do mundo. Vai tentar suprir o amor de um homem por compras ou saídas de viagens. Vai se apegar á algo e dizer que é a coisa que mais ama.
Ela, tão cedo não volta a deixar algum cara a ajuda-la nem que seja para levar as compras até o carro. Ela simplesmente desistiu de procurar alguém mesmo tendo aquelas quatro amigas querendo apresentar dois outros amigos solteiros que trabalham, são bonitos e fazem faculdade. Conhecer este ou aquele começa a parecer uma ideia mais vaga agora. Nem aquele rostinho bonito da academia chama mais a atenção dela. Ela pode até ir a um ou outro encontro, mas muito dificilmente irá se interessar por essa pessoa porque depois de 30 minutos ela quer ir embora. Provavelmente ela não vai querer um segundo encontro.
Mas isso tudo muda um dia.
Vai aparecer um homem que não é modelo de qualquer coisa. É diferente mas seguro e confiante, insistente e empenhado que não vai desistir á primeira, segundas e terceiras recusas dela. Vai ser alguém que ela até pense no primeiro encontro "eu nunca vou ter nada com esta pessoa, nem faz o meu tipo." Talvez por isso mesmo é que ele vai cativar e derreter aquela barreira de gelo que ela construiu durante esse tempo todo. Vai mostrar que não é só de passagem que apareceu na vida dela e que tudo não vai durar apenas um café. 
Ela queria fugir mas quando se deu conta, já tinham duas mãos agarradas a ela e finalmente sentiu que gostar de alguém é bom. Tem pontos altos e baixos mas ainda sim, estar junto ainda é a melhor coisa que existe. E o cara, bem, na maioria das vezes vai ter que ser ele a mandar mensagem de bom dia e boa noite, vai ter que ser ele a iniciar uma conversa pois caso contrário ela não irá dizer nada. Vai ter que aprender a lidar com aquele mau feitio inicial quase todos os dias. Talvez seja uma espécie de teste para ver se realmente a quer mesmo ou é apenas mais um engraçadinho a tentar algo que não seja sério de verdade.
No final, ela vai ceder e voltar a amar novamente.
Á partir de então toda a frieza se restringe aos momentos de mau humor naturais de um ser humano como qualquer outro e não mais um amargurado pela vida. Dormir com alguém, sorrir, conversar, passear, almoçar e jantar e até mesmo se chatear um com o outro só pelo prazer de fazer as pazes depois se torna uma rotina incrível que ela não imaginava enquanto estava no chuveiro ou deitada na cama sozinha. 
Meu rapaz, que bom que dedicaste a conquistar essa guria apesar de seu feitio por vezes chato que diz que odeia mas lá no fundo adora pois sabe a importância de vê-la bem. Faz ela se sentir por vezes, muito feliz. Que isso resulte para sempre.



2017/05/23

Dia 2388

Um dia, um dia quem sabe possamos ainda sentar na varanda para falar da vida e do tempo. Nós vamos ter quantos anos? 30 anos? 40? Seu filho vai jogar pedras no lago e ver os desenhos que fazem e sorrir por isso. Vamos poder dizer "se lembra daquela época?" e você vai explicar a ele porque demorei tanto para te dar um abraço. Vou olhar para o lado e observar você vendo ele brincar com toda atenção do mundo. É a cena mais bonita que consigo imaginar para nós dois.
A fumaça do cigarro sobe, estou na estação esperando o cigarro terminar para pegar o próximo vagão. Quando entro no metro fico imaginando se eu não estivesse aqui. Ou se você estivesse aqui. Talvez você morasse comigo naqueles apartamentos do centro com pisos de madeira e janelas grandes que dão na rua principal no 8° andar. Eu desenho com um grafite preto na sala. Você acorda de calcinha e camisão e vem me ver. Olho para o relógio e vejo, são 7:29m. 29 minutos. Tem um casal se abraçando no canto. Quantas chances disso acontecer?

Fico pensando em chamar nossos amigos e comprar um bolo para mais tarde. Apagar as velhinhas. Você vai rir pela milionésima vez da minha mesma piada e eu vou esperar a hora certa para contar ela só para ver você sorrir. A próxima estação chega, é a minha. Fico parado vendo a plataforma vazia, sinto saudade de algumas noites. 
É, o tempo não para. A troca de olhares mais distantes é com as pessoas que a gente mais quer perto. Aquele olhar que faz a gente se sentir em casa, quentinho e seguro. Em que curva da vida nos perdemos? Aqui ainda toca Nando Reis e eu sempre penso em você. 
Cantamos parabéns, assopra as velinhas e faz um desejo. Se fosse eu, desejaria que tudo isso fosse real. Você pega a câmera em cima da mesa, começa a tirar fotos minhas e eu pego da sua mão. Faz pose e bico. Fica linda quando acorda. Sorri. Garota, eu viajei quase três mil quilômetros dentro de mim só pra ver você sorrir!
Abrace ele por mim, dê um beijo de boa noite. Porque um dia, um dia vamos sentar na varanda e falar da vida e do tempo. Ele vai vir te trazer uma flor arrancada com a mão suja de terra. Você vai me olhar com ele no colo, vou sorrir para vocês. É a cena mais bonita que consigo imaginar para nós dois.

2017/05/22

Dia 2387

Algumas coisas são bem difíceis. Dão muito trabalho. Dão vontade de desistir no meio do caminho. Mas antes de desistir, de abrir mão de vez eu sempre penso: Será que fiz tudo que realmente eu poderia ter feito? Por isso algumas pessoas estão tão cansadas. Por isso algumas precisam de remédios para dormir. Por isso algumas pessoas se separam. Por isso alguns casamentos não duram. Por isso algumas pessoas perdem o emprego. As pessoas, na maioria das vezes estão só cansadas.  
Um dia vou ser menos orgulhoso. Um dia vou ser mais paciente. Um dia vamos mudar nossa postura na briga. Um dia vou me empenhar mais no trabalho. Um dia peço desculpas. Um dia começo uma dieta. Um dia eu começo a ir na academia. Um dia programo aquela viagem para vários lugares. Um dia... Um dia eu começo a viver? Quase tudo que falamos "um dia" nunca realizamos até o fim. Eu, Rafael, acho que qualquer dia quando queremos realmente começamos a mudança que queríamos/queremos. Era uma terça-feira qualquer, eu levantei e pronto. Comecei a ser outra pessoa, aquela que queria ser. Tudo porque passei muito tempo antes pensando quando esse dia chegaria e as consequências do meu antigo eu para as pessoas que eu amo. Bom, esse dia nunca vai chegar se você não começar ele.
Vi recentemente em um vídeo do Eduardo Marinho (do qual sou grande admirador das suas ideologias) onde nele falava sobre a vida. Que a vida não foi feita apenas para construir patrimônio, porque se fosse as pessoas que já construíram viveriam para sempre. Entre outras coisas ditas, mas esse trecho onde ele explica a busca pessoal do sentido da vida e exemplifica o que todos sabemos mas nunca falamos na hora do café. As pessoas falam do futebol de domingo, da política bagunçada no canal da Globo, da gafe televisionada de alguma apresentadora. Mas ninguém fala sobre o sentido da vida, ninguém mais perde cinco minutos para filosofar essas coisas porque é muito chato. O que é bem triste porque, bem, porque estou falando isso praticamente sozinho agora.
Era um dia qualquer, mas era meu dia de mudança. Terça, quarta, quinta... Tanto faz. Eu acordei e comecei a fazer tudo aquilo que um dia eu pensei em começar. Mas não tem nada a ver com começar a ir na academia, comer frutas no café da manhã ou ir ao teatro. Era e é, dentro de mim. Ninguém viu, ninguém sabe e logo ninguém perguntaria. Talvez seja melhor assim. Mas é um pouco triste começar a ver o mundo dessa maneira nova e não ter para quem contar. Ninguém acreditaria. Ninguém presta atenção realmente. 
Nesse dia quando acordei a bíblia estava em cima da cômoda. Procurei a passagem que já tinha ouvido antes de Gênesis 3:19 "Com o suor do teu rosto comerás o teu pão, até que voltes ao solo, pois da terra foste formado; porque tu és pó e ao pó da terra retornarás!" A primeira vez que ouvi essa passagem foi minha avó que disse, contando uma história de antes do surgimento da humanidade. Que éramos todos vasos de barro e Deus assoprou dentro e nos transformamos em vida. Ao passar dos anos ouvi essa passagem diversas vezes. Quando cresci, percebi que tinha que deixar algo antes que eu me tornasse pó novamente. Algo que eu fosse lembrado de uma forma boa. Então percebi que eu poderia me doar como alguém que sou para fazer as pessoas que amo felizes. É o que sei fazer, o que meu coração mais pede de mim. 
Mais de um ano atrás quando eu estava em uma fase ruim e comecei a me reerguer uma amiga minha me disse "Rafa, queria ser como você. Se renovar, começar de novo tão rápido e não ficar triste tanto tempo. Você não se deixa abalar e segue em frente" Odeio me sentir triste. Odeio me sentir sozinho também. Mas isso não significa que minhas estruturas não se abalam. Meu amigo, aqui dentro quase que diariamente as coisas desmoronam. 
Fiquei triste e sozinho boa parte da minha vida mesmo estando com pessoas ao meu lado, mesmo dentro de relacionamentos. Ninguém sabia porque ninguém via. Ai volto ao ponto que ninguém fala sobre essas coisas porque estão perdendo tempo com outras tantas. Estão perdendo tempo com preocupações que vão gerar outras preocupações inúteis e quase sempre sem solução. Ninguém esta cuidando do que realmente é importante. Família é importante independente quem você considera como família. Amigos de verdade são importantes. Sua vida e sua saúde são muito importantes. Só me dei conta disso quando realmente parei para pensar sobre o que eu estava fazendo e quais eram as minhas atuais prioridades. Quando realmente prestei atenção, era quase tudo sem valor de verdade. Ai vi como eu estava desperdiçando meu tempo e minha vida.
A gente se engana achando que os horários são uma desculpa. As obrigações são uma desculpa. Que algumas pessoas são mais importantes que outras. Saímos que nem uma bala com raiva, cuspimos palavras que machucam, quebramos as coisas mas e ai? E depois? Sabe? O que estamos fazendo para melhorar as coisas? O que estamos fazendo para assumir a responsabilidade de melhorar tudo? Um dia vamos morrer e pelo que você quer ser lembrado? Pelas brigas, saídas repentinas de raiva, palavras que machucaram ou por todo resto que vão sentir sua falta? Pela paz que encontraram na sua presença. Na calmaria em meio as ondas tempestuosas do dia-a-dia. 

Seja calmo, paciente e principalmente seja gentil. Você não sabe quantas guerras a outra pessoa esta passando naquele dia.
Sintam-se abraçados hoje.
Namastê


Dia 2386

Essa vai para todos os homens. Mas homens de verdade.
Antes de qualquer coisa, se tem alguma feminista lendo pode ir embora sem terminar de ler. Melhor ainda, fique e leia até o fim. Você vai aprender algumas coisas sobre nós, homens.
Precisamos de uma mulher boa. Não só boa, ela tem que ser ótima. Ela tem que cozinhar boa comida, lavar nossas cuecas sujas, limpar a casa toda, trabalhar e ajudar nas contas em casa, lembrar de comprar a sobremesa que adoramos, cuidar dos pivetes que fizemos sozinha. Mesmo tendo que carrega-los por nove meses dentro da própria barriga sofrendo dores, inchaço e mais dores. Gases, mal estar, sono, ir no banheiro de 20 em 20 minutos. Ela tem que fazer um sexo bom também. Agradável, gostoso, safado e ás vezes meio violento.
Elas tem que nos dar atenção, carinho, companhia e ainda por cima abrir mão de um monte de coisa só para satisfazer a gente. Não podemos esquecer de que elas tem que responder rápido nossas mensagens e em momento algum desconfiar de nós ou encher o nosso saco. Como assim a carne acabou e você não foi buscar mais? Como assim não tem café fresco no bule? Não acredito que você foi ver sua irmã e não limpou o banheiro!
Na verdade, isso acontece muito e não deveria ser assim. Quando nos juntamos com uma mulher, primeiro temos que saber a história dela. Respeitar esse caminho antes de tudo. Você não sabe o que ela passou para estar aqui. Depois, mostrar sua história para ela. O tempo e Deus faz o resto. Mas a maravilha não pode durar apenas o primeiro ano ou dois. Se quer algo bom, melhor e continuo tem que fazer sua parte também. Sobrecarregar uma pessoa só é assinar o atestado de "não vai dar certo". 
Sobre os afazeres de casa não há discussão. Por mais que você não goste, tem que ajudar. Você mora ali, larga a mão de ser injusto. É o espaço dos dois, ajude! E por falar em espaço, tenham o de vocês. Não há um manual escrito de como somos, catalogado com índice para que o outro saiba. Quem gosta de você tem paciência para ir te lendo aos poucos e descobrindo página por página. No fim, quem te conhece de verdade só de te olhar sabe o que você ta precisando realmente. E vai saber também muito bem quando for ceninha por drama. Mas quando o outro realmente precisar, esteja lá.
É bom brigar ás vezes, faz conhecermos o outro lado. Mas também é muito bom isso não se tornar parte da rotina. Que as brigas não se prolonguem, não percam tempo com isso por favor! Não saiam de casa brigados, nem vão pra cama desse jeito. Resolvam o que precisarem resolver o quanto antes, a prioridade tem que se vocês. Orgulho não é progresso e muitas vezes baixar a guarda é vencer. Você prefere ter a razão ou ser feliz? Não percam tempo disputando, juntem as forças para crescerem unidos! Quando você esta brava, se transforma e eu tenho raiva de você. Eu odeio ter raiva de você. Me faz mal olhar para a pessoa que eu mais gosto no mundo e sentir raiva. Não é saudável, porque é bem melhor uma troca de abraço ou um afago. Se o outro esta calmo tentando conversar, tente o mesmo. Se estiver colocando uma fênix para fora, tente ser o outro lado. Ceder é vencer. Diz ai, você prefere receber e dar um abraço com carinho ou ter a razão e segurar sua frustração seja por qual motivo for?
Nós, homens, somos como grandes bebês. Não sabemos o que fazer da nossa vida direito quando aparece uma mulher especial na nossa vida. Porque ela toma conta de cada espaço vazio que tínhamos. Faz com que nossa melhor parte seja a parte que mais queremos trabalhar para continuar melhorando. Nos deixa mais jovens e dispostos. Mais corajosos como se pudêssemos enfrentar o mundo inteiro. Lembrem-se mulheres, mesmo em uma bagunça como a um jogo de xadrez, a rainha protege o rei.

Homem que é homem lava a louça, limpa o banheiro, leva o lixo pra fora, troca fralda, leva café na cama e ainda manda mensagem de bom dia. Se ela esta doente, você cuida dela. Se ela quer falar dos planos dela, ouça. Se ela quer comprar algo, veja o que é antes de dizer 'não'. Se ela quer carinho, quem somos nós para negar? Se ela precisa de amor e companhia, cobertor e netflix meu amigo. O chocolate que ela mais gosta, descubra o chocolate que ela mais gosta e dê flores. Mande flores, elas adoram se sentir lembradas e queridas.
Mas por favor mulheres, sejam nossa outra metade. Tentamos tanto com outras tantas metades por ai que quase desistimos. Sejam nossa última esperança. Sejam nosso sorriso mais bonito, a covinha mais graciosa e a risada mais gostosa. Sejam nossas parceiras, mulheres e amantes para todo sempre. Esse é o apelo de um homem de verdade que lava roupa pedindo para vocês serem as mulheres de verdade dos seus namorados, noivos e maridos. Eles precisam de vocês tanto quanto vocês precisam deles.

2017/05/19

Dia 2385

Como diria Jim Morrison: Esse é o fim. Chegou a última hora, o último minuto e o último segundo. Irei respirar fundo e tudo isso vai sumir, como o sopro de um dente de leão ao vento. Vou deitar e ir perdendo a consciência aos poucos e por último, fecharei meus olhos calmamente até que o meu tempo pare. Irei descansar, enfim.
Sempre penso no que vem depois de tudo. Desde quando eu era um garotinho quis entender meu propósito aqui e porque continuamos lutando dia após dia. Seria muito mais fácil ficar deitado na cama ouvindo a chuva lá fora, mas tento levantar com um propósito diferente toda manhã. Saio da cama cedo independente do dia, vejo minha mulher dormindo profundo ao meu lado. Calço meus chinelos e vou para cozinha esquentar o café. Tento me esforçar mais no trabalho, prestar mais atenção em casa e na minha esposa. Visitar minha mãe e irmã. Tentar vencer meu orgulho e mandar uma mensagem para meu irmão que não vejo a anos. 
Fico pensando na minha carreira. Em fazer outra faculdade ou seguir com uma pós graduação e algo assim. Em comprar um carro ou guardar dinheiro para o apartamento com dois quartos. Penso em aumentar a família, comprar um berço? 

Retomar projetos antigos ou iniciar um novo. Praticar mais exercícios. Posso ser qualquer coisa, um fazendeiro, um barbeiro, cozinheiro. Poderia até ser um bárbaro ou lenhador. Um escritor que mora em uma cabana. Qualquer coisa, mesmo que a arquitetura da minha vida sempre mude quando eu tomo uma decisão definitiva sobre o caminho que vou seguir. 
Talvez os desvios da minha vida sejam na verdade um retorno para a linha do meu destino escrito por Deus. Sei que ás vezes fui para lados ruins e por vários motivos em contradição ao que sempre digo e para isso não há desculpas. São meus passos, meus primeiros erros. Então, é nessa parte que eu faço um breve resumo quase que diário sobre a minha vida até aqui. Fico me perguntando: E o que vem depois? Por mais que eu viva um dia de cada vez e tente resolver todos os problemas que aparecem na mesma instante para justamente não perder tempo, uma hora ou outra eu penso no amanhã.
Eu tenho um tesão pela vida que não cabe em mim. Eu quero sentir tudo o máximo que eu puder. Talvez esse seja o meu maior defeito, essa intensidade pelo mundo. Mas tem algo na estrada que me seduz. Algo na música que me aproxima do espírito. Algo nos meus olhos que me aproxima ainda mais daquilo que é fantástico. E um dia, um dia vou ficar velho. Meus filhos ou os filhos dos meus filhos vão vir me abraçar e vou ser respondido por todas as perguntas que fiz para a vida esse tempo todo. 

Vou me sentar em uma poltrona reclinável contando histórias de príncipes e princesas para a mais nova com ela sentada sobre meu joelho prestando atenção nos meus lábios enquanto leio pausadamente com enfase em todos os pontos de espanto e surpresas daquele livro repetido que ela adora. 

Vou cobrir a mais velha na cama e dar um beijo na minha esposa. Apagar as luzes da sala e ir até a varanda olhar o céu. Chegou a última hora, o último minuto e o último segundo. Irei respirar fundo e tudo isso vai sumir, como o sopro de um dente de leão ao vento. Vou deitar e ir perdendo a consciência aos poucos e por último, fecharei meus olhos calmamente até que o meu tempo pare. Irei descansar, enfim.  

2017/05/17

Dia 2384

Como eu deveria começar esse texto? Pela regra textual esse parágrafo seria a introdução. Mas a introdução sobre o que? Vamos falar sobre o que? É como perguntar pra alguém "Como você esta se sentindo?" ou "o que você quer comer hoje?" ou ainda "Qual seu maior sonho na vida?". As respostas sequenciais desses questionamentos seriam "Bem, obrigado", "Pode ser um cachorro quente com refrigerante ali na praça" e... "Ser feliz".
Quando começamos nossa vida, ainda bebês recém nascidos, somos totalmente virgens do mundo. Dependentes para realizar qualquer tarefa sozinho. Conforme vamos crescendo e adquirindo experiência já começamos a tomar nossas próprias decisões. E a errar também, é claro! Vamos nos conhecendo e isso é incrível. Muitas das lições que aprendemos nos fizeram quem somos HOJE. Ai vem umas perguntas que vai fazer sua cabeça doer: Você se conhece realmente? Você aprendeu tudo que deveria? Você sabe quem realmente você é para apresentar isso a outra pessoa? Essa é a hora certa?
Ninguém ama o que não conhece e para conhecer precisa de amor. Paciência também, muitas vezes mais que amor. Quando você conhece, se dispõe a conhecer e realmente guarda tudo que conheceu isso é amor. Vi casais se separando apenas pelo orgulho de que ambos os lados não queria ceder para conhecer o outro. O porque do outro agir de tal forma, os porquês na verdade. O que leva ao silêncio e o que leva a explosão. Talvez faltasse paciência, talvez faltasse experiência e até maturidade. Mas dava pra ver que ali no meio independente das faltas, havia amor. Mas amor não se sustenta sozinho, não é mesmo?
Amor é uma palavra e o que importa é a importância que damos a ela. Tem gente que fala "amor" como se estivesse falando "sapato" ou "bola". Amor é especial e quando aparecem as perguntas certeiras porque você realmente encontrou um amor, é difícil responder. Você se conhece realmente? -Não, é claro que não. Pode saber partes mas não um todo. Somos colocados á prova pela vida sempre e vamos estar em situações novas todos os dias onde não sabemos o que fazer. Viver meu caro, é um eterno aprendizado. O que podemos emendar na segunda pergunta: Você aprendeu tudo que deveria? - Também não. Principalmente quando você encontra outra pessoa. Você vai ensinar coisas, ela vai te ensinar coisas também. É uma troca justa.
Você sabe quem realmente você é para apresentar isso a outra pessoa? - Sim! Você é o que você é. Mudar quando conhecemos outra pessoa é natural. Quem amamos influência a gente, seja de forma positiva ou não. Por isso é sempre bom manter pessoas de bom coração perto de nós. Crescer, evoluir, aprender. Faz disso todo um processo sadio de amadurecimento seja qual for a direção. Subir um degrau na escada da vida acompanhado, isso é um presente de Deus. Mas você ainda vai continuar sendo uma essência e isso é o que faz a outra pessoa amar você. Seja uma essencial pura, honesta e transparente.
Essa é a hora certa? - Com certeza. Não existe um tempo errado ou precipitado. Com empenho, podemos amar qualquer pessoa. Amar da trabalho mas vale a pena. Quando você conhecer alguém cuja sua vida pareça ser mais alegre e realmente seja, trabalhem juntos para ficarem juntos. Se esforcem. Amor não é um sábado ensolarado no parque apenas. Amor é uma vida inteira olhando lá na frente a mesma direção. Seja lá como for, encontrem um jeito para fazer dar certo. Sejam esquisitos mesmo. Sejam bobos mesmo. Sejam vocês mesmos. Não desistam!



Como você esta se sentindo? - Feliz. Sem razão nenhuma aparente. Apenas feliz.
O que você quer comer hoje? - Pão na chapa de padaria com café puro.
Qual seu maior sonho na vida? - Estou vivendo ele nesse exato momento.
Namastê.

2017/05/12

Dia 2383


Chamei ela para vir aqui jantar. É, eu faço o tipo de homem que cozinha. Uma das principais coisas quando se assume o fogão é: goste da sua comida. Se você mesmo não gostar, acha que outra pessoa vai gostar de comer isso? Cortar tudo bem picadinho mas na proporção certa para que cada ingrediente tenha seu gosto próprio quando o paladar estiver analisando cada sabor envolvido. Escolher os ingredientes mais frescos, os mais apetitosos e os mais deliciosos possíveis. Ela é uma mulher incrível, merece um jantar especial só para ela.
Não sei cozinhar sem música. Quase sempre é um jazz ou blues antigo. Hoje foi de JT Coldfire - She's Crazy. É uma batida bem gostosa e a letra bem interessante. A faca de cabo vermelho nas mãos com o aço liso e afiado faz um visual legal em cima da tabua de madeira. Digna de uma fotografia. O coentro verde vivo bem pequeno picado, corto as batatas, o frango temperado. Onde coloquei a colher azul? A manteiga derrete na frigideira e vem um aroma gostoso misturado com o orégano e a páprica.
Vinho? Cerveja? Suco? Os melhores talheres brilhantes de inox. Uma toalha bonita e um enfeite elegante na mesa. Deixar o pó de café pronto no coador para finalizar. De sobremesa um mousse de chocolate com uma raspa generosa por cima. Olho no relógio marrom escuro na parede e esta quase na hora. Tudo esta pronto e arrumado, dou uma última vistoria para ver se não há nada fora do lugar que deveria estar.
 
Tomar um banho e passar meu melhor perfume. Aquela camiseta mais justa manga longa preta, cinto básico e aquele jeans que ela gosta. A batida da música ainda esta tocando, comprei rosas brancas e vermelhas para deixar pelos vasos da casa. Ando de meias sobre o piso de marfim no corredor entre a sala e o quarto. O interfone toca, o sorriso aparece.
Digo que ela pode subir e quando chega falo que pode ficar a vontade, peço para tirar os sapatos e tem um confortável para entrar. Aprendi anos atrás o significado de tirar os sapatos antes de entrar em casa mas nunca havia colocado em prática. Quando vim morar sozinho decidi aplicar algumas lições esquecidas na minha vida. Tenho que confessar, mal não me faz. E aqui dentro sempre preferi que as pessoas ficassem mais a vontade, aqui não é nenhuma reunião de escritório. Todos que passam pela porta da frente são bem-vindos então quero que se sintam bem.
Servi os pratos, sentamos em cima das almofadas grandes do sofá da sala no chão e comemos na mesa de centro mesmo. Ela aprovou a comida, que bom! Pediu mais vinho, rimos e conversamos bastante sobre muitas coisas. Ela é interessante, uma mulher cheia de vida dentro dela. É como se eu conseguisse extrair algo sobre qualquer coisa de dentro dela. É tipo um livro interessante que eu quero saber o próximo capitulo. Assim que eu a vejo. Mas, conforme a comida ia acabando eu ficava me perguntando se ela iria ficar para o café. Aqueles cabelos escuros desenhando a sombra no sorriso dela. É o sorriso mais bonito que já esteve nessa sala.
Quando conhecemos alguém e ficamos fascinados por essa pessoa, sempre esperamos que ela fique até o café na nossa vida. Ficar, muitas pessoas esquecem como é ficar realmente ali. De corpo e alma. Ficar: ato de amor e carinho. Independente do tempo lá fora. Independente das pessoas que esperam por você agora. Independente do horário. Independente de amanhã de manhã... Você fica?
Veio a sobremesa e mais risadas. O resto de batom dela ficou marcado no cabo branco da colher de sobremesa. Ela olhou pra mim segurando a colher e sorriu de lado. Não foi a comida, não foi o vinho, não foi ela se sentir confortável sentando na almofada e descalça e nem a roupa linda e toda a preparação impecável da produção do visual dela para essa noite. Foi aquele sorrisinho de canto que me fez ganhar a noite.
Na manhã seguinte quando acordei os cabelos escuros dela desenhavam a almofada branca enquanto meu braço lhe servia de apoio. Ela segurava a minha outra mão perto do coração, dava para sentir as batidas nas respirações dela enquanto dormia. Estava só de calcinha debaixo dos lençóis e meu corpo esquentava o dela. Eu não queria que aquele momento acabasse. Eu nunca mais quis.
 
 

2017/05/10

Dia 2382

Se não for para beijar muito, abraçar o dobro e andar de mãos dadas eu não quero. Beija a mão, beija a testa, beija a boca mas beija por favor. Da selinho, da beijão, da beijo com estalo, manda beijo no ar, manda aquele emoji besta com coraçãozinho. Abrace também, de manhã e de tarde. A noite e no meio da madrugada enquanto estiver dormindo pra quando acordar estar em segurança dentro de um abraço.
Diz que ama, diz que adora aquele trejeito que só ele(a) tem. Diz que ele(a) tem a risada engraçada. Faz cara de espanto, imita voz de desenho animado. Aparece aqui em casa com um monte de porcaria que engorda pra comer. Diz que veio estragar a dieta, que veio melhorar o dia porque sabe que andava triste. Põe Armandinho pra tocar enquanto faz carinho no cabelo. Vem sorrindo na rua porque vê esperando o outro no portão.
Leva o café na cama, traz alguns dvd's e diz que a tarde você não quer ir embora só pra dormir nesse sofá de dois lugares assistindo qualquer coisa. Fala "eu te amo" em silêncio fazendo tudo aquilo que sabe que ninguém nunca fez antes de você. Diz que é o acaso, amuleto de sorte, destino mas por favor se for dizer que é amor - ame. 
Faz do corpo um parque de diversões. Finge que a barriga é uma estrada mas não faz cócegas. Diz que quer casar e ter uma penca de filhos. Faz com que sejam uteis um para o outro e necessários, mas quando vier a carência e a vulnerabilidade  apenas abrace. Mostra um lugar secreto, conta um segredo e não minta - nunca.
Mas vem cá, me olha nos olhos e diz a verdade. Você gosta, gosta um pouquinhozinho só de mim?




2017/05/09

Dia 2381

Talvez esse seja meu último dia, como vou saber? Como a gente fica sabendo que o fim chegou? O que escolher fazer por último? São tantas perguntas. Quando eu era pequeno e pensava no fim do mundo, a minha ideia com mais certeza era em meio ao caos sentar e tomar uma lata inteira de sorvete de morango sozinho. Depois disso o mundo poderia acabar. É engraçado hoje porque, eu ainda adoro sorvete de morango. É engraçado mais ainda porque meu mundo já acabou várias vezes e eu nunca me sentei sozinho para tomar uma lata de sorvete de morango. Se eu soubesse que hoje é o fim, seria tudo diferente. Faria tudo diferente. Mas a gente nunca tem tempo de fazer tudo diferente. 
Hoje fiquei sabendo que amanhã vai ser meu último dia de vida. Então, essa noite quero ter uma boa noite de sono enfim. Dormir oito horas seguidas sem acordar. Levantar com o rosto inchado, mal abrindo os olhos. Mas quero acordar bem cedo. Dar um beijo na minha esposa e preparar o café da manhã pela última vez. Tomar um banho, sentar no sofá com minha velha xícara de café e vestir chinelos confortáveis. Se não for pedir muito, queria comer pão quente com manteiga.
Quero conversar com minha esposa pela última vez, longa e calmamente. Olhar nos olhos dela e dizer que a amo, profundamente agradecido pelo homem que me tornei ao seu lado. Tudo que tenho dentro de mim foi somado nos anos que se passaram em conversas como esta. Quero fazer amor com ela na nossa cama pela última vez, sem pressa, sem ideias novas. Apenas dois corpos se amando por algumas horas. Quero segurar a mão dela até vê-la cochilar na minha frente.
Quero comer uma pizza deliciosa. Chamar todas as pessoas que convivi nesses anos para um enorme encontro onde sei que a maioria não vai aparecer. Afinal, ninguém sabe que é meu último dia. Quero dar um abraço longo e apertado naqueles que vieram. Tomar um bom vinho, dar boas risadas. Chamar o garçom para sentar com a gente e tirar fotos juntos. Quero que alguém faça um discurso falando sobre o dia de amanhã incerto mas que seja bonito. Quero chegar em casa, tirar os sapatos e colocar os pés descalços naquele tapete fofinho. Quero ouvir Djavan. Quero me deitar rindo de tudo que aconteceu. Quero ser a lembrança boa de alguém. Quero fechar meus olhos devagar e ir gradativamente perdendo a consciência. Quero sentir um beijo na testa.

2017/05/07

Dia 2380



A maioria das pessoas casa achando que esta chutando o banquinho porque a corda já esta no pescoço. Talvez eu devesse parar de falar tanto de casamento aqui ou de amor e até de felicidade. Essas três coisas em conjunto quando estão em harmonia acabam incomodando algumas pessoas, principalmente as que estão infelizes. Mas eu penso que não é porque alguém te quebrou primeiro que você tem que quebrar outro alguém. Melhor é quebrar essa corrente de maldade fazendo o bem.
Quando eu e minha esposa realmente decidimos que era hora de assinarmos o papel eu quase pirei. Beleza que alguns dos motivos que fizeram a gente ter feito isso antes do esperado foram as consequências dos fatos na época. Independente disso, depois de sair do cartório porque estávamos agendando a data - onde de tão nervoso não calei a boca - eu pensei comigo "Uau, que animal cara, vou casar mano!". Fiquei muito feliz de verdade e ansioso também. Eu até esqueci de ficar pensando na parte que poderia dar errado e essas coisas. Eu tava curtindo muito o momento. De todo coração mesmo.
Finalmente vou ser o amigo de alguém, o parceiro, o amante... Vou ser o herói de alguém. Brigamos feito crianças e nos desejamos feito adultos. Sei que é ela, sempre foi. Hoje sei o que isso significa e porque ela apareceu justamente no momento perfeito que apareceu. Quando nos conhecemos ela virou pra mim com toda a sinceridade e disse "Eu errei, fiz isso e isso" e eu disse "Tudo bem". Na minha vez também disse "Eu errei, fiz isso e isso de merda na minha vida" e ela disse "Tudo bem". E não me interessa nada mais. Fizemos uma promessa secreta de cuidar um do outro não importa as circunstâncias.
As pessoas sempre vão dizer que há algo de errado com a gente ou que estamos apressados demais ou ainda qualquer outra coisa porque as pessoas só sabem falar. Mas elas não estão aqui sabe? Elas não vivem aqui comigo ou com ela. Elas não sabem que quando ela vem vindo na minha direção me da um sorriso pequeno e eu acho aquilo um barato. Na verdade eu acho aquilo que ela faz uma das coisas mais incríveis do mundo. Ninguém sabe mas ela é meu universo inteiro e cabe um monte de coisa lá. Cabem todas nossas risadas na cama antes de dormir, cabem todas os nossos abraços e nossos 'eu te amo' ditos de formas diferentes como quando ela corta meu cabelo e faz planos pra gente. Cabem todas as nossas contas pagas e nossas discussões também. Cabem nossas orações e nosso amor. Principalmente o amor.
Com ela sei que de alguma forma deixei minha marca na eternidade. A vida é bem longa e com ela do meu lado todo tempo fica agradável. Quando me perguntam "Como você sabia que ela era a mulher certa?", cara, eu não sei. Eu não sabia antes, não sei hoje e vou continuar não sabendo amanhã e depois de amanhã. Sei que estar com ela é uma coisa muito louca porque é uma montanha russa de emoções. Nunca sei como ela vai acordar no dia seguinte. E isso é muito doido porque nunca fico entediado. Alguns dias ela precisa mais de mim outros ela não quer nem ver minha cara direito. Alguns dias ela só quer chegar e dormir, outros ela não diz nada mas só de ver a cara dela já da pra saber que tem algo que ela quer falar e desabafar. 
Casar é muito da hora. É muito louco, a gente se diverte muito mano. Brigamos também, mas foda-se. Não da pra ser bom o tempo todo se não como vamos saber que o que era bom antes da briga, era bom realmente? Ela é minha pessoa não-certa e eu sou a pessoa não-certa dela. Vamos seguir assim e vai ser bem louco. E um dia, um dia eu vou ser velho e ela também. Deus queira que possamos chegar muito longe juntos porque, quando a saudade bate é normal apanharmos junto? A vida é longa mas se você tem alguém para assistir ao fim do mundo então fica tudo bem.


2017/05/03

Dia 2379

Lembra quando você era adolescente e juntava as moedas da passagem para ir encontrar a namorada sabendo que iam transar naquela tarde porque os pais dela não estavam em casa? Lembra daquele frio na barriga? E hoje, o que te da frio na barriga?
A vida é chata e sem graça se não buscamos algo que nos faça sair da rotina. Algo que se torne um pensamento durante o dia inteiro para escapar um pouco mesmo sem sair do lugar. Aquele tipo de coisa que parece um machucado na boca que te faz lembrar durante as 24hs que ele esta ali, no caso... Que aquilo aconteceu. Uma transa logo quando acordar. O sorriso da senhorinha no portão de casa. Um rapaz que deu passagem a uma moça na fila do ônibus. Qualquer coisa que se faça diferente do habitual. E amanhã é um novo dia e outro dia. 
Geralmente as pessoas que dizem "amanhã é outro dia e tudo pode acontecer, não sei como vai ser amanhã", mentira. Elas sabem o que vai acontecer. Tudo pode acontecer, inclusive nada. Sabemos que ás vezes estamos presos nas correntes do cotidiano e isso é tão chato. Mas quando alguém te chama pra tomar um café sem você esperar ou, achou dinheiro na rua ou até fica sabendo que o chefe liberou para ir embora uma hora mais cedo... Isso quebra o paradigma não é?
Deveríamos fazer isso mais vezes sabia? Sair da rotina. Não olhar tanto o relógio. As pessoas esperam de segunda a sexta pelo fim de semana, o ano inteiro pelas férias e a vida inteira para viver. Isso é errado, sabiam disso? Eu digo que quero a vida com cobertura e recheio. Tudo que eu quero é que você saiba olhar para vida e fazer tudo com amor. Ache um propósito que te faça feliz e abrace isso com toda força.

Eu queria um colo quente sentando em mim agora, com as pernas escorrendo de desejo enquanto arranha minhas costas. Queria uma torta de morango. Queria poder escrever uma carta sem me despedir no final. Queria encontrar gravetos para a fogueira. Queria um abraço demorado. Queria um banho de chuva sem ficar doente depois. Queria um chopp de vinho barato e música ao vivo de novo. Queria fazer estrelas ficarem dentro de um pote dos desejos. Queria poder dormir 8 horas seguidas. Queria ver o pôr do sol e queria também dar ouvido aos meus conselhos. 
Saiam da bolha. Vivam a vida. Assistam ao fim do mundo sorrindo. Vocês encontraram um caminho de volta para casa. 

2017/05/02

Dia 2378

- Todos nós temos nossas máquinas do tempo. Algumas nos levam de volta, essas são chamadas recordações ou lembranças. Algumas nos levam adiante, essas são chamadas sonhos ou esperança. Mas você se lembra dos velhos tempos?
- Que velhos tempos? 
- Em que pessoas se importavam com outras pessoas.
É notável nossa capacidade de absorver as lições da vida e sobre quem as ensinou também. Estamos sempre com interesse de algo. Não interessa se você é jovem ou de meia idade, quando você se aproxima de alguém pode ter certeza que no seu íntimo você esta querendo algo. Mas que pensamento egoísta não é? Pois é, mas é verdade. Não nos relacionamos com ninguém que não tenhamos algum interesse por trás da escolha. O que torna bonito esse interesse, é para qual lado ele esta apontado.
Por exemplo, quando somos jovens somos bem cruéis porque não temos o discernimento correto para avaliar qualquer coisa. Para escolher um parceiro, no caso, selecionamos como ovelhas no rebanho. A mais bonita, a mais popular, a mais atraente, a mais rica e por ai vai. Moldamos nosso interesse (fútil) a decidir qual escolher. Mesmo que nem sempre aqueles que escolhemos, escolhem a gente de volta. Algumas pessoas ganham maturidade nisso, outras não. Algumas continuam escolhendo no rebanho enquanto outras escolhem outros adjetivos para fazer essa escolha.
A pessoa que mais ficara do seu lado quando ninguém estiver. A pessoa que vai estar te dando carinho mesmo que sua cabeça esteja num vulcão em erupção. Aquele que vai cuidar de você quando estiver doente. Que vai ignorar seu momento de fúria e tédio passando por cima sabendo que amanhã é outro dia. Alguém que segura sua mão e fica disposta a não soltar mesmo quando você em um péssimo momento decide soltar da mão dela. Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial?
Escolhas, escolhas. Decisões. E o medo de errar? Fracassar novamente? A gente reza pedindo, ás vezes se engana achando que recebemos um aviso para seguir quando na verdade é um aviso para recuar. Assim aprendemos as verdadeiras lições. Errando. Mas lembre-se, errar uma vez é humano mas duas na mesma coisa é estupidez. Por isso, pense bem antes de tomar qualquer decisão radical que vai mudar sua vida completamente, realmente ela pode mudar.
E uma hora você tem que fazer uma escolha certeira. Se casar. Casamento é difícil. Mas ser pai e mãe, manter a forma, escrever livros, cozinhar e todas as outras coisas que importam e que valem a pena em minha vida também são. Ter uma parceira de vida é um presente incrível. Eu também aprendi que a instituição do casamento pode ajudar a nos curar de nossas partes menos bonitas. Nós todos as temos.
Daqui uns anos vou dizer que com o tempo, eu aprendi que a nossa experiência foi uma ilustração de uma lição muito maior sobre o casamento. A pergunta que todo mundo em um relacionamento sério deveria fazer à pessoa amada é: ‘O que eu posso fazer para que o seu dia seja melhor?’ Isso é amor. Livros de romance (e eu já escrevi alguns trechos) são sobre o desejo e o felizes para sempre, mas o felizes para sempre não vem do desejo, pelo menos não o retratado na maioria dos romances.
O verdadeiro amor não é desejar alguém, mas realmente desejar a felicidade dela, às vezes até às custas da nossa própria felicidade. Amor verdadeiro não é fazer da outra pessoa a nossa cópia. É expandir a nossa capacidade de tolerância e cuidado, é buscar ativamente o bem estar do outro. Todo o resto é simplesmente uma charada de interesse próprio. Por que sabe, somos interesseiros pra caramba!
Eu não estou nem mesmo dizendo que todos os casamentos devem ser salvos. Mas para mim, eu sou incrivelmente grato pela inspiração que me veio. Talvez seja Deus falando com um cego e eu seja o cego. Eu sou grato por minha família ainda estar intacta e eu ainda ter a minha esposa, minha melhor amiga, na cama junto à mim quando acordo de manhã. E eu sou grato porque, até mesmo agora, décadas depois, de vez em quando, um de nós ainda role na cama e diga, ‘O que eu posso fazer para que o seu dia seja melhor?’ Estar em qualquer lado desta pergunta é algo pelo qual vale a pena acordar.


2017/04/27

Dia 2377

Quando nos conhecemos, depois do café e do quase beijo que virou um abraço vieram aquelas sensações de "Não passa por essa catraca na estação, fica um pouco mais. Teu sorriso é tão bonito quando você fica encabulada sem respostas para as minhas perguntas esquisitas." e "É normal eu querer já te ver de novo á partir de agora mesmo?". Dai vieram o primeiro beijo sentados em frente a janela naquelas mesinhas de madeira. Juro que por não ter te beijado no primeiro dia, passei o dia inteiro seguinte pensando que eu não deveria ter feito aquilo. Que deveria ter te beijado sim. Logo eu que sou apressado e não gosto de esperar por nada, esperar um dia inteiro? Meu Deus! Mas eu esperei, não foi?
Eu nunca esqueci aquela primeira semana. A euforia de quando a gente esta começando a se apaixonar de verdade. As mensagens, a inspiração que aparece, o calor no corpo, a paixão que começa a dizer "Eu cheguei!". Até o tom de voz mudou, veio uma calmaria. O primeiro "eu te amo" e é claro que veio de mim já que esperei um dia, um dia inteirinho pra te dar o primeiro beijo eu não poderia esperar para dizer que te amava. É claro que não. Parece bobo falando assim mas foi a coisa mais sincera que eu já disse pra alguém com aquele tamanho de sentimento que eu tinha nas mãos. Foi só pra você, daquele jeito sabe? Sua reação foi a melhor, despertou um medo em mim como se eu tivesse estragado tudo, atropelado a história toda. Mas seguimos bem dai, mesmo antecedendo as três palavras de "quer namorar comigo?" com um "eu amo você". 
Passamos uma tarde no parque e você teve uma confirmação que até hoje não entendi. Mas que bom que teve, porque dai começamos a falar de futuro. Logo no comecinho nas nossas conversas apareceu o assunto de casamento. Era o propósito que sonhávamos. Desde quando eu era um garotinho sonhei em ser casado com alguém e que seríamos felizes juntos independente de qualquer coisa. É complicado dizer "independente de qualquer coisa" porque nunca sabemos o que é realmente essa "qualquer coisa". Um dia você me perguntou se eu queria passar a minha vida contigo e eu demorei um pouco pra responder. Talvez você tenha pensado que questionei as minhas escolhas, que cogitei sair correndo, largar tudo e fugir pra longe. Mas eu nunca pensei em negar a oportunidade de envelhecer do teu lado. Apenas me esforcei para perceber o que o sim que o meu instinto prontamente me enviou queria dizer. E aí disse sim.
Sim para as nossas diferenças que se complementam e fazem do meu mundo uma experiência completa: às vezes tormenta, outras mansidão. Sim para as suas manias e perfecções que fazem nossa casa ter um cheiro bom seja de casa limpa, de comida gostosa ou aquele cheiro de lar que fica quando você entra pela porta da frente. Sim para sua TPM, para suas dores de cabeça e dores no joelho. Sim para suas paranoias com o peso e a idade. Sim para sua falta de tempo porque tem que trabalhar e a faculdade exige muito esforço e dedicação mas não desista disso! Sim para sua tristeza sem razão ou cheia de razão. Sim para sua raiva porque você sabe, ás vezes falo demais. Eu sempre falo demais. 
Aceitei o luto pelas paixões fugazes que poderia viver para viver só com você do nosso jeito que ninguém entende porque não fazemos questão de explicar. Disse sim para te confessar os meus pecados e para perdoar os teus. Para respeitar o teu silêncio triste ou feliz e não deixar nunca de acordar quando tu se levantas no meio da noite. Disse sim para estar com você quando eu pudesse e onde sem que você se sentisse sozinha, nunca. Disse sim também para aprender que ás vezes você quer mesmo estar sozinha. Essa lição ainda estou aprendendo porque no meio do caminho, ás vezes eu não quero estar sozinho.
Disse sim a me embriagar de rotina. Aceitei dançar o ballet dos nossos dias orquestrados como quando eu saio pela porta e te aguardo do lado esquerdo para trancar com a chave. Sim para “vou levantar daqui á pouco”, sim para “eu fico com o banheiro e você com a roupa suja”, sim para “vamos ver um filme ao invés de sair?”. Disse sim quando você quis mudar minhas calças velhas e botas surradas e quando quis arrumar minha barba bagunçada. Disse sim ao concordar que você ia ser o meu ponto fraco na vida, onde qualquer coisa ruim que te acontecesse causaria algum dano em mim também mas que faria o possível pra fazer você se sentir melhor antes que o dia termine. 
Aceitei ser surpreendido por você me pedindo para ser mais quem eu era e menos apenas quem eu estava sendo para você. Os seus conselhos sinceros, suas cobranças pequenas e seus detalhes e sentimentos que ainda não me fazem muito sentido. Os seus carinhos cheios de segundas intenções quando quer. Todas as suas segundas intenções.Concordei em dividir, bagunçar e desrespeitar os lençóis. Em limpar os seus óculos quando você precisa, em deixar você escolher o canal da tv e me deixar envolver. Aceitei os teus filmes na estante, minhas canecas na sua cozinha, as camisetas no guarda-roupa que era só seu. Disse sim a continuar sendo eu para ser um pouco mais teu.
Não fui feito em nenhum molde e a perfeição passa longe daqui. Embora meu humor não seja lá essas coisas, eu tento toda manhã te acordar de um jeito bom pra que seu dia comece bem. Aliás, eu adoro poder te acordar todo dia. É ruim os dias que não posso. E quando faço seu café da manhã também. Ou quando você me pergunta se esta boa a roupa que esta usando. Quando você pega minha mão para dormir e acorda no meio da noite ainda segurando ela. Quando me abraça no corredor entre a sala e o quarto. Quando ouço você escovando os dentes antes de deitar e fico pensando "Será que eu ganho um beijo?". Quando você sai do banho ainda de toalha e fica sem graça quando fico te olhando colocar uma roupa. Entre essas e outras milhares de coisas pequenas que você não tem nem noção mas que estão guardadas comigo e que reparo e continuo guardando seus detalhes tão bonitos em mim.
As coisas podem mudar, os dias podem mudar, o seu cabelo pode mudar. Mas lá no fundo, tem uma coisa em você que eu amo muito e isso não muda. Eu não sei o que é e nem porque eu gostei tanto, mas isso é o que me faz dia após dias querer estar ao seu lado. Não somos mais com éramos a um ano atrás e tudo bem. No ano que vem eu vou ter a mesma impressão. E tudo bem também.
Independente de todo meu passado e o seu, independente das nossas histórias e caminhos, independente dos dias ruins que aparecem, você é a minha primeira. Você é minha primeira em tudo. Porque o capítulo que iniciou quando te conheci e que vai seguir até o meu ponto final eu quero que seja escrito com você. Eu quero você. Eu te quero muito mesmo. Porque eu te amo.


2017/04/26

Dia 2376


Pode ser amanhã, em alguns meses ou daqui a dez anos, alguém vai sempre se lembrar de você pelas boas memórias que deixou. Pelas coisas boas que fez. Ou pelas lições que te ensinou. Pelo sentimento bom que nunca foi embora e até por um sorriso que não da para esquecer.
Uma forasteira de lenço no pescoço. Vinha carregada de guerras dentro dela. Haviam tantos sonhos dentro dela que parecia que já tinha vivido cinco vidas antes. Ela me ensinou coisas como olhar tudo de outro ângulo, um lado melhor de tudo. A proporção exata do wasabi no sushi. Palavras que eram de um dicionário só dela. A realmente se entregar de corpo e alma, com amor em tudo que estiver fazendo desde a hora que você acorda até a hora que deita para dormir. Me mostrou algumas coisas como a fotografia, patinar no gelo e apreciar as estrelas. Ela me mostrou, naquele tempo o que era felicidade.
Esteja com alguém que te faça bem. Que olhe para você como se fosse realmente especial. Que te tire de uma linha de pessoas iguais, trazendo assim a sua diferença no mundo - o mundo dela. Que te olhe nos olhos e diga palavras sinceras por mais simples que sejam. Que te dê um apelido idiota, mas que só use com você. Que te dê um afago quando menos espera. Que entre em uma briga de travesseiros com você e que perca de propósito só para ouvir por mais tempo o som da sua risada. Que cancele a gritaria do mundo no silêncio de um beijo. Que faça seu mundo inteiro caber dentro de um abraço.
Ah, e o sexo! Que seja um sexo maravilhoso. Que seja feito em todos os cômodos da casa. Se amem! Que não exista vergonha nenhuma no querer do outro. Que exista uma sintonia inexplicável e que mais do que sexo, seja amor. A junção de dois corpos em um só. Que tenha assaltos na geladeira depois, que ela use suas roupas e você sirva de travesseiro pra ela quando acabarem.
Alguém que te ame e seja de propósito. Que te ajude a atravessar suas guerras também. Que seja a mão estendida quando você cair. Que planeje o futuro e comente sobre como deveria ser os olhos dos filhos que estão por vir. Que pense em você e se dedique a você no que for mais importante na vida. Que não deixe as pequenas coisas atrapalharem o amor que é maior que tudo. Que saiba sua parte de se manifestar e de ficar em silêncio. Alguém que te tire da rotina massante do dia-a-dia. Esteja com alguém que suba na montanha. 
Temos a capacidade de ser o que quisermos ser para a outro alguém, basta querer. Basta ser. É uma questão de decisão e desfrutar das maravilhas que isso vem depois. Claro, quando reciproco. É difícil decidir sobre tudo relacionado as pessoas que amamos. Principalmente sobre as pessoas que amamos. Fala tudo hoje que amanhã já é tarde.

Dia 2375

Muitos de nós nascem violentos por natureza. Isso não nos torna sociopatas. É algo de dentro que usamos para nos preservar como a uma flor dentro da estufa. Mas quando chegar a hora de encontrar o ceifeiro, saberemos para qual lado a balança vai pesar. E hoje, esta é a minha verdade. Tenho pavor uma grande parte do tempo - com medo do que eu fiz, o que estou fazendo e do que eu poderia ter de fazer.
É difícil não odiar. Pessoas, coisas, instituições. E quando você quebra seu espirito, o único prazer que você encontra é no sangue e odiar é a única coisa que faz sentido. Então, esteja são. Permaneça firme. A sorte favorece os bravos (Fortis fortuna adiuvat). Você só tem uma chance para mostrar quem é e do que é feito. Você só tem uma vida, não desperdice. 
Só quem esteve no fundo do poço sabe a vontade, a veracidade e a ânsia que temos para voltar a viver a vida. A gente acha que é o fim de tudo mas quase nunca é, tudo isso porque estamos dentro da bolha. Só quando saímos dela vemos que o problema não era tão grande assim. 
Lealdade como a de um cão. Uma erva, uma guerra e uma paz eu tenho no meu DNA. Poder, veneno, dor e alegria também.Eu tenho pressa também, ambição, fluxo... Nasci assim, desde um ano assim. Sou a nova arma de Jesus. 
Eu não contemplo, eu medito e mando cortar algumas cabeças.
Só a mentira que consome tudo. Nos deteriora de dentro para fora. Sinto minha vida sendo tirada de mim, um km de cada vez enquanto corro de encontro ao preludio. E mais uma vez, estou subindo a escada para o paraíso. No final, o futuro é uma senhora velha segurando uma vela na mão. Somos uma luz no fim do túnel.

2017/04/22

Dia 2374



Esqueça as coisas que você acha que sabe agora. Pare o que esta fazendo. Desimporte-se (essa palavra existe?) das coisas que você crê que agora nesse exato momento são importantes. Vamos falar sobre o que esta acontecendo? Sobre coisas que realmente importam? Sobre aquelas coisas que você nem sabe que estão rolando.
Quinta-feira na hora do meu almoço vi um video do Felipe Neto falando sobre o jogo da baleia azul que anda circulando na internet. Deixemos de lado toda e qualquer asneira que esse cara já falou na internet. Afinal, a asneira dele faz sentido para ele e para mais um monte de gente assim como as minhas. Expomos nossa opinião e de vez em quando encontramos pessoas que se identificam. Dessa vez naquele video ele foi bem instrutivo e mostrou dados que a maioria não sabe. Mostrou informações que a maioria não sabe, principalmente sobre depressão.
Não é sobre o jogo da baleia. Não é sobre 13 reasons why. É sobre depressão. Ainda tabo para alguns casos, ainda drama para algumas pessoas e ainda falta de fé para algumas visões. Mas tudo isso é muito sério. Ainda mais sobre os adolescentes de hoje, nessa geração de viver dentro do celular e em seus mundinhos particulares. Eu sei o que é isso. É, eu sei bem o que é isso. Porque eu tenho depressão. Vou repetir: EU TENHO DEPRESSÃO. De longe não é algo para ter orgulho de sair espalhando por ai. Por isso não falamos. Bom, até agora.
Vivo com isso desde meus 18 anos e já tentei acabar com tudo. É verdade. Lembram de 2010? Junho. Então, é isso. Foi nessa hora que Deus me tirou do meio da rua e me jogou pra calçada dizendo "Não estrague meus planos para você. Você só tem mais uma chance, faça valer a pena". Eu tinha 17 anos. Lá pelos dias 300 tem um pedaço dessa história. Desde então eu venho brigando quase todo dia pensando que isso não é maior que eu. Mas o bicho pegou em 2012. Tinha dores de cabeça terríveis. Não conseguia dormir. Tinha perdido o emprego, a garota e qualquer razão que me fizesse continuar. E eu lá tinha escolha a não ser continuar? Não.
Eu não rezava na época. Não conversava com ninguém também. Procurei outras saídas. Afinal, um escritor nunca está verdadeiramente sozinho, sempre haverá alguém para invadir o seu mundo e adorar a sua loucurar. Enfim, minha vida foi desenrolando e não parei por mais que minha cabeça pedisse isso e meu corpo exigisse mais de mim do que eu conseguia dar. Emagreci quase 20kg, ainda não conseguia dormir e as dores de cabeça só pioravam. Foi ai que comecei a trabalhar de madrugada porque já que não conseguia dormir mas ainda sim tinha que pagar as contas... E também outro de dia para fazer algo durante o tempo livre (para pessoas como nós, uma hora é muito tempo para ficar sem fazer nada). 
O tempo foi passando, as pessoas na minha vida também. Vários relacionamentos mas para nenhum deles me abri pedindo ajuda. Quase sempre a primeira impressão disso é que não é sério. Quase sempre a atenção que deveria ser voltada á isso, não é. E eu sempre detestei incomodar outras pessoas, então ficava na minha. São anos, casos, vontades, dias com vontades de explodir, dias com vontade de abandonar tudo e dias que deixei pra lá guardados dentro de uma gaveta. Era o que eu sempre fazia, é o que ainda faço. Mas não foi por falta de procurar ajuda não, fiz terapia por quase seis meses sem contar para ninguém (logo eu, que tenho a boca maior do mundo não contar algo dessa magnitude para alguém) mas pois é, ninguém ficou sabendo. 
Mesmo hoje, casado é complicado. Já entendi que não da para simplesmente surtar e querer largar tudo, por mais que a vontade seja grande. Por mais que eu queira ficar deitado na cama sem levantar por um dia inteiro eu tenho que levantar. O café não vai se fazer sozinho. Por mais que eu queira balançar algumas pessoas e dizer "porra, presta atenção nisso" já entendi que tem que ser eu e mais ninguém. Sempre foi eu. O mundo é cruel e te deixa sozinho. Dai você tem que arranjar força de onde nem achava que tinha, mas você tem. Para sabermos a resistência da nossa âncora, precisamos enfrentar a tempestade.
Mas não é drama, não é falta de fé... A gente acaba uma hora ou outra perdendo o tesão pela vida. Sabemos que temos que dar a volta por cima. Sabemos como reagir. Mas ninguém ensina como e aprender uma lição dessas sozinho ás vezes leva tempo. Somos responsáveis por esses tais dias melhores. Já sabemos também. Ás vezes tudo que precisamos é de um hobby ou de saber exatamente do que gostamos e nos empenhar nisso. Gosto de jazz, de vinho, de séries na Netflix, de escrever, de sexo, de café, da natureza e de ir atrás do que eu quero para minha vida. Outras vezes, só precisamos de alguém que nos abrace e fique. Só que fique, sem questionar. Isso ajuda muito.
Por fim, não se trata de um jogo ou de uma série. Trata-se de uma fuga e todos nós buscamos uma. Algumas pessoas bebem, outras fumam e outras escrevem. Algumas, encontram o fim antes de encontrar o caminho. Não pense que essas pessoas são fracas mas dentro delas estão cansadas de serem fortes o tempo todo e muitas vezes até foram fortes por você e você nem sabia. Para as pessoas que desapontei nesse tempo, me desculpe. Estou tentando melhorar as coisas aqui dentro. Para as pessoas que riem comigo, não me deixa triste, por favor... Eu gosto de rir com você, então não acabe com isso.

2017/04/18

Dia 2373

Quando eu era pequeno, deitava no chão do quintal a noite. Era grande e amplo, sem cobertura. Uma área aberta e o céu se tornava o telhado do mundo inteiro. Sempre deitava de olhos fechados e esperava alguns segundos antes de abrir. Quando abria, parecia que estava caindo... Mas para cima. Com o tempo a gente vai esquecendo de fazer algumas coisas, como olhar o céu por exemplo.
Sinto falta de algumas coisas, algumas que nunca mais vão voltar principalmente do meu antigo eu. Sinto falta de coisas que nunca aconteceram também. Coisas que só eu sei. Esses dias olhei no espelho (de novo) e quase não me reconheci. Quem é esse cara usando minha escova de dentes? Que cara engraçado, tem uma barba esquisita.
Ir ao alto da montanha e gritar ao eco. Sentar na pedra e ver as plantas balançarem com o vento naquela mistura de verdes. Sentir a areia fofinha debaixo dos meus pés como se estivesse pisando em uma nuvem. Sinto falta das árvores e do cheiro de mato molhado pelo breu da noite. Ouvir o vento olhando o horizonte sem relógio no pulso. Subir os 590 degraus da escadaria do Santo Cruzeiro. Ver o sol nascer e se por também.
Rir mas rir de verdade e com gosto. Pão na chapa e café com leite. Tomar banho de chuva. Desenhos animados e um cobertor. Fazer um nova tatuagem. Tomar um chá gelado na Paulista. Jantar em um restaurante japonês na Liberdade a ChinaTown paulista. Sentar debaixo do vão do Masp e ver as crianças brincando. Tomar sorvete no Ibirapuera. Ver as luzes dos prédios na Brigadeiro Faria Lima. Tocar os lábios dela. Os lábios dela...
Eu poderia ser qualquer coisa, trabalhar duro. Um lenhador talvez, afinal a árvore não nega sombra nem a ele. Morar em uma cabana, usar flanela. Ter um cantil e deixar a barba crescer. Ouvir meus passos quebrarem os galhos secos. Canadá, e porque não? O grande porém dessa fantasia é que a probabilidade dela acontecer hoje é zero. A realidade é que estou sentado atrás de uma tela de computador, olhando o relógio do monitor e vendo quantos minutos faltam para a hora do meu almoço acabar.

Respire. Você vai ficar bem. Você já esteve desconfortável, ansioso e chateado antes e lembre-se, sobreviveu. Respire e saiba que você pode sobreviver a isso também. Esses sentimentos não podem destruir você e eles vão passar... Talvez não imediatamente, mas em breve, eles vão ser esquecidos e quando isso acontecer, você vai olhar para trás neste momento por ter duvidado de sua resiliência. Sei que é insuportável, mas continue respirando, de novo e de novo. Isso vai passar. Eu prometo que vai passar.
Meu bem, estou deitado de olhos fechados agora.

2017/04/16

Dia 2372

Tenho vinte e tantos anos. Chamam de ‘crise do quarto de vida’. Essa é a época da vida que começamos a ter que nos organizar, quase tudo cabe em uma planilha. Temos que organizar os horários para trabalho, estudo, namorado(a) etc... E cada vez desfrutamos mais dessa cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco. As multidões já não são ‘tão divertidas’ e ás vezes até nos incomodam. Prazer Netflix, obrigado pela companhia minhas almofadas fofinhas.
Algumas pessoas nos cansam demais. A gente se cansa demais. Percebemos que estamos envelhecendo antes dos trinta quando ao invés de perder tempo tentando mostrar nosso ponto de vista (por mais que tenhamos razão) para outras pessoas, apenas deixamos para lá os debates sobre qualquer coisa e deixamos elas com a razão delas. Na verdade começamos a deixar para lá muitas coisas para não nos cansar mentalmente, fisicamente e de alma. A vida meus caros, essa nos exige demais para nos importarmos com qualquer coisa.


Rimos com mais vontade, mas choramos com menos lágrimas e mais dor. Partem seu coração e você se pergunta como essa pessoa que amou tanto pôde lhe fazer tanto mal. Ou, talvez, a noite você se lembre e se pergunte por que não pode conhecer alguém o suficiente interessante para querer conhecê-lo melhor. Parece que todos que você conhece já estão namorando há anos e alguns começam a se casar. Talvez você também, realmente, ame alguém, mas, simplesmente, não tem certeza se está preparado (a) para se comprometer pelo resto da vida. Os rolês e encontros de uma noite começam a parecer baratos e ficar bêbado(a) e agir como um(a) idiota começa a parecer, realmente, estúpido. Sair três vezes por final de semana lhe deixa esgotado(a) e significa muito dinheiro para seu pequeno salário.
Olha para o seu trabalho e, talvez, não esteja nem perto do que pensava que estaria fazendo. Ou, talvez, esteja procurando algum trabalho e pensa que tem que começar de baixo e isso lhe dá um pouco de medo. Dia a dia, você trata de começar a se entender, sobre o que quer e o que não quer. Suas opiniões se tornam mais fortes. Suas idéias mais precisas e seus ideais mais precisos. 
Vê o que os outros estão fazendo e se encontra julgando um pouco mais do que o normal, porque, de repente, você tem certos laços em sua vida e adiciona coisas a sua lista do que é aceitável e do que não é. Às vezes, você se sente genial e invencível, outras… Apenas com medo e confuso (a). De repente, você trata de se obstinar ao passado, mas se dá conta de que o passado se distancia mais e que não há outra opção a não ser continuar avançando. Você se preocupa com o futuro, empréstimos, dinheiro… E com construir uma vida para você. E enquanto ganhar a carreira seria grandioso, você não queria estar competindo nela. Quer apenas pessoas com que você possa trabalhar e passar seu dia sem ficar estressado ou xingando por estar muito atarefado e recebendo diversas cobranças de uma vez. Isso nos envelhece mais que o tempo.
O que, talvez, você não se dê conta, é que todos que estamos lendo esse texto nos identificamos com ele. Todos nós que temos ‘vinte e tantos’ e gostaríamos de voltar alguns anos que seja. Parece ser um lugar instável, um caminho de passagem, uma bagunça na cabeça… Mas TODOS dizem que é a melhor época de nossas vidas e não temos que deixar de aproveitá-la por causa dos nossos medos…  Dizem que esses tempos são o cimento do nosso futuro. Parece que foi ontem que tínhamos 16. Então, amanhã teremos 30?! Assim tão rápido? Façamos valer nosso tempo, que ele não passe! Ás vezes a gente só esquece de ver o sol nascer.
Vamos sair da nossa zona de conforto, fazer o impossível. Só se vive uma vez, não é verdade? Quando somos crianças caímos e aprendemos a nos levantar rápido. Isso nos torna cada vez mais fortes. Quando crescemos, levantar a cada vez que caímos vai ficando cada vez mais difícil. Permita-se começar novamente, é lindo. Permita-se começar novamente, é lindo.


2017/04/13

Dia 2371

Eu acendi um cigarro e fiquei esperando a brasa queimar. A fumaça fazia um desenho no ar e eu não conseguia parar de pensar. Havia um par de sapatos pretos de salto no meio do quarto, um sutiã pendurado na cadeira ao lado de uma camisa social branca amassada no assento. Um vestido de cetim curto amontoado ali perto. Uma garrafa de vinho vazia na cômoda e marca de batom na taça. Havia mais uma taça deitada em frente a garrafa. Um par de brincos e um colar também. Uma bolsa de mão, preta de zíper dourado. Deve ser de alguma marca famosa.


O toca discos rodava e a agulha procurava o que tocar. Quantas horas já se passaram? Levantei-a com o dedo para colocar ela no inicio. Começou a tocar uma música gostosa de ambiente, do tipo que tocam no The Orleans Music Bar ali em Pinheiros. Aquela música que você acompanha a batida com o estalar dos dedos ou com o calcanhar no chão levantando a ponta dos pés a cada batida. Eu tragava o cigarro e fechava os olhos para sentir a música. Estava em frente a janela e chovia muito naquela noite.
Alguns trovões caiam no horizonte em meio aos prédios. Era bonito ver a chuva caindo forte na iluminação da rua. O quarto estava com um cheiro bom de perfume de mulher. Cheiro de mulher, de pele de mulher... Isso é tão sexy. Mas, como eu disse antes não conseguia parar de pensar. Agora ela esta dormindo sereno com o rosto no meu travesseiro. Esta nua debaixo dos lençóis brancos. Olhei no relógio e são 3 da manhã. Uma hora atrás ela estava descendo o vestido pelo seu quadril sem soltar a taça de vinho.


Uma hora atrás ninguém dormia mas parecia um sonho. Ela parece um sonho. Por mais que não saiba, o corpo dela parece um desenho feito a mão. É tão suave, tão feminino e tão sexy que sempre quando estou perto dela tenho vontade de tê-la para mim. É incrível o tesão que essa mulher me causa em absolutas vezes que estamos a sós. Tudo isso porque ela é toda minha e eu sou todo dela. E isso que acontece é tão nosso. Não há espaço para mais nada além de nós aqui.
Nem percebo quando ela levanta, me abraça por trás colocando as mãos no meu peito e encostando o rosto nas minhas costas. As unhas dela acariciam meu peito de leve. Tem um jeito todo dela de fazer acontecer, de se fazer presente de não desaparecer. É por essas e outras que faço tudo por ela. Tudo por mais um beijo, por mais um abraço, por mais um sorriso. Quantas pessoas completam você só por estarem ali? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial?

2017/04/12

Dia 2370


Isso é realmente necessário? Digo, o quarto ficou pequeno, a sala ficou pequena, até a casa ficou pequena. Ela esta deitada na cama só de calcinha. Só de calcinha cara! Ela tem cheiro de perfume doce suave e sexo. Na verdade o quarto inteiro esta cheirando a sexo. Ao fundo toca uma batida gostosa, como se fosse um jazz sexy. Fico sentado na velha poltrona de canto, com o braço apoiado e a mão no queixo olhando para ela. Ela olha de volta. É a cena mais atraente que já estive presente. 
Ninguém sabia que ela estava aqui hoje. Ninguém sabia que ela á algumas horas atrás gritava e gemia enquanto eu estava dentro dela. Ninguém sabia que ela transpirava pelas costas sentada no meu colo com a mão no meu rosto dizendo que me amava. Ninguém sabia que ela se sentia segura deitada no meu peito quando a gente acabava. Ali, naquela hora, era um dos poucos momentos que me sentia importante para alguém. 
Era eu ali com ela. Era meu gozo dentro dela. Eram nossos momentos acontecendo naquele quarto. Ela tinha um lance bacana, nunca me julgou pelas merdas que eu fiz. Ela me perdoava antes mesmo de eu errar. Ela sabia, de alguma forma ela sabia mais de mim do que eu mesmo. É como se ela pudesse me rascunhar a lápis em uma parede branca. Tenho até medo do que ela pode escrever ali.
Pego a câmera, tirei uma foto dela ali deitada. Ela sorri, vira de lado e segura o travesseiro. Os cabelos caem para frente tampando o rosto mas eu sei que ela esta sorrindo ainda. Cara, ela é linda. É tão linda que chega a doer mas não é fisicamente. É aquele lance emocional mesmo. Acho que estou apaixonado. Devo estar! Droga, agora já era. Agora ela pode fazer o que quiser comigo. Espero que ela não me machuque. Espero que ela continue vindo, eu gosto quando ela vem. 
A sirene da policia passa rápido na rua lá fora quebrando a batida gostosa da música. Ela esta deitada ainda, só de calcinha. Ela é um mulherão. Transamos pra caramba, ela gozou umas três vezes. Parece relaxada agora. Daqui a pouco ela me chama pra deitar ali junto dela. Antes de deitar eu sempre faço um café. Ai a casa cheira a café e sexo mas é bom. Estar com ela é bom. Ai baixinho eu sussurro no ouvido dela que eu a amo. A gente fica abraçado o resto da noite. Vai ver isso é felicidade mas ninguém sabe. Ninguém sabe o que é felicidade até não ter mais. Espero que eu tenha isso para sempre. Agora é boa noite, bons sonhos.

2017/04/10

Dia 2369

Esses dias eu vi uma postagem no facebook de uma garota que conheci anos atrás. Pouco conversamos mas sempre acompanho as postagens nas redes sociais. Lá ela faz uma citação sobre mudanças, sobre evolução e amadurecimento e principalmente sobre deixar algumas coisas para trás. "Vai ter textão na timeline sim!". Pelo que ela diz ali, vai revolucionar a vida dela. Espero que não raspe a cabeça e saia por ai gritando "Fora Temer" ou algo do tipo. Mas tudo que foi escrito lá me fez pensar e bastante.
É difícil deixar coisas para trás, principalmente lembranças. As danadas volta e meia retornam sejam por qualquer motivo. Ás vezes até quando estamos dormindo, parece que não temos controle. Bom, para cada lembrança ruim devemos criar duas lembranças boas. Essa proporcionalidade ajuda a esquecermos (ou quase isso) aquilo que um dia nos machucou. Mais ou menos estou dizendo para seguirmos com a vida do melhor jeito que conseguirmos para criar novas lembranças, recentes e cheias de esperança para a felicidade. Aos poucos, a raiva passa, a magoa e tristeza também. Algumas vezes o perdão aparece, outras apenas a apatia prevalece.
Pessoas como eu são colecionadoras de lembranças. Memórias guardadas tão fundas que quase são esquecidas. Mas nunca são. Vamos sempre lembrar de toda a felicidade causada, assim como toda a mágoa também. Pessoas como eu tem ressentimentos antigos guardados no silêncio, ninguém sabe e não temos coragem de compartilhar. Afinal quase ninguém entenderia se nos pronunciássemos porque tal coisa fica rodando na nossa cabeça. Não queremos mas "É a vida" dizemos. As pessoas ficam pensando que esquecemos as histórias, mas não. Somos acumuladores de ideias, criadores de rancor e felicidade ao mesmo tempo. É uma confusão que só Deus entende. Já tentei me explicar para uma ou duas pessoas, não deu muito certo então desisti.
Alguém entra na sua vida, rouba seu tempo, destrói sua confiança, agride sua autoestima, estilhaça o pouco que resta da sua esperança no amor. E sai ileso. Não adianta desperdiçar sofrimento por quem não merece. É como escrever poemas em papel higiênico e limpar o cu com os sentimentos mais nobres. Apenas não funciona. Nos encontramos com alguém tentando fazer parte dessa pessoa e querendo, desejando do fundo do coração que essa pessoa faça parte de nós em retorno. O problema é que na maioria das vezes as pessoas estão preocupadas com outras coisas, com a cabeça em outro lugar...
Mas voltando ao que a minha amiga escreveu, o principal assunto que ficou martelando na minha cabeça é sobre acordar para a vida. Tomar uma decisão certeira e com a certeza de que é aquilo que tem que ser feito. Igual ela fala. Sair da zona de conforto finalmente. A maioria das vezes sempre falamos 'sim' para todas as pessoas e quando dizemos 'não' a história muda. Você já não é mais um bom parceiro. Você não é mais um bom profissional. Você já não é mais um bom amigo. Você já não serve mais tanto quanto antes. Pouco a pouco as pessoas vão roubando de você aquilo que mais brilhava. Que mundo injusto esse que vivemos!
Sobre mudanças, fui obrigado a me renovar mais de uma vez para não acabar morrendo de dentro para fora. Pareço um extremista falando mas ninguém sabe o que tem aqui dentro, nunca ninguém sabe totalmente a nossa dor e nossa felicidade como elas são realmente e como a encaramos. Uma em um milhão consegue olhar para gente e saber que precisamos de silêncio ou de um abraço. Quase sempre consegui ser essa uma pessoa em um milhão para quem estava do meu lado. É o que sempre me deixou feliz... Estar lá de corpo e alma quando alguém mais precisasse. Mas a maioria só tem a si mesmo então lhe desejo forças para continuar. Se cair, levante! Se cair, levante! Você ainda é uma criança aprendendo a andar de bicicleta nas lições da vida e isso não vai te vencer. Você é maior que qualquer coisa.
Para finalizar, em algum lugar eu li que a vida é um saco de batatas. Batatas! Disso vem a historia onde um professor pediu aos alunos que levassem batatas e uma bolsa plástica para a aula. Pediu então, que separassem uma batata para cada pessoa de quem sentiam mágoas e as colocassem dentro da bolsa. Algumas bolsas ficaram muito pesadas e, durante uma semana, eles teriam que carregá-las assim mesmo, o tempo todo. Naturalmente, as batatas foram se deteriorando com o tempo. O incômodo de carregar a bolsa mostrava-lhes o tamanho do peso espiritual causado pela mágoa.
Além disso, por terem que colocar a atenção na bolsa para não esquecê-la em nenhum lugar, os alunos deixavam de reparar em outras coisas importantes. Este é o preço que se paga para manter a dor e a negatividade. Quando damos importância aos problemas, ficamos cheios de mágoa e raiva. Perdoar é deixar os maus sentimentos irem embora, é a única forma de trazer de volta a paz e a calma. Portanto... Jogue fora suas batatas.

Já sobre a vida, para essa vamos aprender a tomar decisões melhores que as de antes. Isso é preciso. Vamos renovar, tomar decisões que nos façam sentir novos de novo. E como minha amiga citou: "Que tal um novo emprego? Uma nova profissão? Um corte de cabelo arrojado, diferente? Um novo curso, ou aquele velho desejo de apender a pintar, desenhar, dominar o computador, ou qualquer outra coisa? Olha quanto desafio. Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando."
Namaste

2017/04/09

Dia 2368

"Encontre sua paz." É fácil falar uma coisa dessas não sabendo o significado real disso. O ponto que te define como pessoa, que te traz para a realidade e pronto. Isso que você vai ser pelo resto da vida. Algumas pessoas morrem sem descobrir o que é isso. Por serem educadas a não buscar isso ou apenas por fadiga da vida e serem acomodadas com a situação. Basicamente enxergam aquilo que o horizonte dos olhos alcança. Não buscam o a mais que a vida pode trazer com ela entende?
Eu sempre procurei mais, quis saber mais então estava sempre me aprofundando um pouco mais em cada coisa nova que a vida me ensinava ou que qualquer nova situação que eu era obrigado a enfrentar. Isso de forma global, em todos os aspectos da vida seja ela pessoal, profissional ou amorosa. Eu sempre quis mais, minha ambição era relativa ao meu interesse particular. Pelo simples fato de eu sempre sentir tudo demais, busquei sempre esse a mais que conseguisse suprir essa minha necessidade de tanto. Mas, embora sejam muitos aumentativos citados, o pouco foi o que sempre me fez feliz. 

Gestos simples, pequenas frases, bilhetes rasgados com lembretes para aquele dia. Uma vista em cima da montanha, pés descalços na areia. Chegar em casa cedo no fim do expediente. O som da risada engraçada de um bebê por perto na praça de alimentação. O sorriso da minha esposa pela manhã aos finais de semana.
A gente sempre quer alguém que acorde antes que nós e nos traga o café. Que nos dê flores, que fale de nós por ai. Que nos faça um elogio inesperado. Que saiba qual nossa comida favorita. Que saiba a hora certa de nos abraçar e de dar um tapa para que acordemos para a vida. É, a vida. Lembra? Aquela que falamos lá no inicio, sobre quando estávamos definindo quem seríamos para o resto dela. Seja bom e seja justo, o resto vem.

2017/04/07

Dia 2367

Nessa casa não há espaço para briga ou ressentimento. Aqui a gente se perde mas logo se acha de volta. Não é uma casa, é um templo sagrado da risada. Aqui a gente se abraça, pede desculpa e fala 'por favor'. Aqui dentro temos liberdade de expressão, de falar as vontades e verdades, de mudar os móveis de lugar e tomar sorvete na cama. Andamos descalços pela sala, nos beijamos antes de sair pela porta da frente e nosso relógio da cozinha é uma enorme xícara de café. As pessoas boas são sempre bem vindas aqui.

Somos um casal do século XXI. Rimos um do outro, pagamos as contas, fazemos almoço, limpamos a casa, vamos ao mercado e até tomamos banho. Tudo juntos. Só para ir no banheiro, isso podemos fazer sozinhos mas quando acaba o papel é engraçado. Eu bato na porta, ela estende a mão pra pegar e eu puxo o rolo de volta. Vai-volta-vai, ela grita e eu entrego o rolo finalmente. Ela passa por mim e eu passo a mão na bunda dela sim. Ela passa a mão na minha também. Ela usa minhas meias. Eu uso o creme para as mãos que ela guarda atrás dos perfumes. 
Nos divertimos juntos, isso é essencial. Brigamos também, não da pra evitar mas é normal. Se fosse perfeito todas as horas do dia como saberíamos que é perfeito tudo que temos antes de uma briga? Nos amamos inclusive e não é pouco. Vamos dormir juntos, no meio da noite estamos separados e de manhã estamos juntos de novo. Vai entender! Ela é minha melhor amiga, meu cofre de segredos, minha confidente e minha amante. É a dona do som de risada mais gostosa que já soou aqui dentro e quando ela não ri, até a casa fica triste. Ela é a inspiração desse texto. Fim.