2016/03/16

Dia 2220

Caixa de entrada > Nova mensagem.
[16/03] AM. 
São 6:50AM. O despertador toca pela terceira vez. Deslizo o dedo na tela do celular e desativo o barulho. Sento na cama, vejo as conversas da madrugada não lidas. Atualizo as postagens, nada de interessante - de novo. Calço meus chinelos, vou ao banheiro. Cabelo amassado, olhos pequenos. Desço as escadas e esquento um café. Pego uma fruta e sento no sofá. Fico pensando se devo ir trabalhar. "Pra que?" - eu penso. 
Seria mais um dia igual aos outros se esse não fosse o primeiro dia depois da noticia. Eu achei que era brincadeira, mas médicos não brincam dentro de consultórios. Agora sei porque o coração ficava acelerado, não era paixão. Droga! Fiquei pensando como iria contar isso para algumas pessoas e se realmente deveria contar para todas elas. Eu queria ser positivo nessas horas, mas aqui dentro esta sem chão ainda e estou caindo. Caindo pra dentro. Sem lugar nenhum para me segurar. As pessoas cometem erros todos os dias. O meu por exemplo é desde cedo me levantar da cama, mas fiz isso. A gente ignora os sinais pra não seguir adiante e ignora outros para fazer o contrário disso. Não deveria ter levantado hoje. 
Os lugares que queria conhecer, as visitas que fiquei de fazer. As pessoas que desapontei, me desculpem. Era só meu jeito errado de tentar fazer as coisas certas. Droga, minha encomenda que comprei talvez não chegue a tempo. Acho que vou ter que correr pra praia, mesmo hoje sendo uma quarta-feira nublada. Preciso ver o pôr-do-sol. Vou ir comer um hambúrguer também. Vai ser o hambúrguer mais gostoso da minha vida. Devo escrever uma carta ou não? A parte de ter uma noite de amor creio que vai passar batido. Vou tirar uma foto minha sorrindo já que nunca faço isso, vão se lembrar de mim.
Eu sou um lutador ok? Deixo minha cara exposta para levar alguns socos por ai e caio. Mas me levanto. Ás vezes não sei da onde vem a força e o bom humor de continuar tentando. Mas até os lutadores mais fortes, uma hora perdem. De verdade, menos de 1% são os que realmente te olham nos olhos enquanto você fala. Por isso, seguro na mão da solidão e vou vivendo, porque ela é minha última companheira e nunca irá embora. Ás vezes a vida nos da uma pancada e logo em seguida da outra. Não dá nem tempo de se recuperar. Ninguém nunca sabe de nada. E quando querem saber, nunca ficam o tempo suficiente.
Sobre o blog, sempre fiquei pensando quando seria o último dia aqui. Vou escrever até onde der ja que perdi totalmente a vontade de escrever e isso não é temporário. Vou parando aos poucos até chegar ao fim. De forma definitiva o Suporte da Mente esta fora das minhas mãos á partir desse post. Ainda vou continuar escrevendo, mas não como antes. Eu quero e espero realmente em ter as coisas que escrevo fora das linhas vivas aqui. São 8 anos da minha vida aqui, essa é a parte que eu agradeço de coração todos que vieram aqui apenas me fazer uma companhia literária. Facebook, instagram e todo esse rastro online também tem dias contados igualmente, anda me deprimindo demais pelas coisas que vejo neles. Eu era um cara legal sabe, não deveria ser assim. Mas quem disse que a vida é justa?
Eu não estou triste sabia? Estou em paz. E vou feliz. A única coisa que peço é que antes de me levarem, para tocar The Pogues - Fairytale of New York. Igual ao filme P.S. E Feliz aniversário, Feliz Natal e Feliz Ano Novo também pra você já que talvez não nos encontremos mais. Mas diz ai, no céu tem montanha? Nos vemos em outra vida, quando nós dois formos gatos.
No meu obituário vai dizer:
Causa da morte - Seguiu seu coração. 
Foi um enorme prazer estar aqui!


7 comentários:

Anônimo disse...

Sou uma fiel leitora e estou.. (nem sei definir. .)
Nos últimos meses suas palavras, suas mensagens tem sido uma das minhas melhores distrações em meio às turbulências e desencontros da vida.. por isso quero agradecê-lo por ter me feito rir, 'viajar em suas ideias' e até mesmo por ter despertado em mim àqueles tão importantes momentos reflexivos. .
Espero que suas postagens não sumam de vez..
Te desejo Boa sorte, boas expectativas e constantemente um amanhecer encantador que inspire motivações!
:)

Simone Macena disse...

Porra, sei nem como me expressar. Desde que conheci o suporte da mente entro quade que diariamente na espera de uma nova postarem. Teve uma época que cheguei a acreditar que você não existia de tão incrível que são seus textos. Hoje quando me falaram disso não acreditei. Cheguei a trocar algumas palavras com você e me encantei ainda mais. Me sinto muito triste por essa notícia... parece até que pedir um membro da minha família. Posso até estar sendo dramática, mas é assim que me sinto. Nem sei mais o que escrever. Só que sinto muito, espero que mude de idéia, e caso não mude. Obrigada por todos esses anos de suporte, e fico por aqui... Obrigada ��

Anônimo disse...

Cara o que tu tens?
Espero que tudo acabe bem pra vc e para todos nós.
Deus o abençoe!!

Thainara Cunha disse...

Mano como assim?
Oq houve? Eu amo esse blog...nao pode acabar assim.... :(

Thainara Cunha disse...

Mano como assim?
Oq houve? Eu amo esse blog...nao pode acabar assim.... :(

Thainara Cunha disse...

Mano como assim?
Oq houve? Eu amo esse blog...nao pode acabar assim.... :(

Anônimo disse...

Sou leitora fiel, e talvez já tenha te ajudado ou até mesmo te atrapalhado ao longo dos seus dias e histórias, mas uma coisa eu te digo, pense melhor antes de acabar com uma coisa que algumas pessoas lêem talvez por distração, ou até mesmo porque gosta mesmo. E eu te digo, eu gosto muito daqui, me sinto em casa, deixo a minha imaginação fluir, e crio meus personagens... Por favor nao acabe com o blog, pois hj em dia é muito difícil achar um blog bom ainda ativo. Espero que as coisas se resolvam na sua vida. Aliás espero que coisas ótimas apareçam pra vc.. eu te desejo boa sorte do fundo do coração.