2011/04/24

Dia 576

Eu tinha um papel, eu tinha uma caneta. Então eu escrevi:
Eu estava parado. Você estava ali. E dois mundos colidiram.
Você é a única pessoa que faz meu coração bater mais rápido e mais lento ao mesmo tempo. Me faz sentir coisas que não senti em dez vidas.
Eu não sei de onde vem essa força que me leva pra você. Eu só sei que faz bem, mas confesso que no fundo eu duvidei...Tive medo, e em segredo, guardei o sentimento e me sufoquei. Idiota né?
Eu estava parado. Você estava ali. E dois segundos colidiram.
Quem conhece a felicidade não consegue mais aceitar humildemente a tristeza. Quem olha pro céu e percebe a pequenez de como somos diante as estrelas não aceita mais a breve felicidade. Que ela por inteiro, pra sempre. Mas qual a felicidade de uma estrela?
O mundo assim bem grande, chega um ponto da vida que agente só quer ficar com uma pessoa. Que agente quer compartilhar mo-mentos. E por que não compartilhar momentos debaixo das estrelas? Já, que diante delas que tudo começou!
Eu estava parado. Você estava ali. E duas vidas colidiram.

3 comentários:

Ágatha Alves disse...

Quando duas vidas se colidem... não importa mais o que há em volta.
Apenas o desejo de viver esse amor por inteiro.

Beijão E feliz Páscoa..

Elisabete Lira disse...

venho aqui para lhe desejar um boa pascoa.....

e deixar meu carinho em forma de palavras....

bjus!!!

Seu blog é muito interessante...
Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
E http://deusemminhaalma.blogspot.com/

Priscila Mondschein disse...

Já é próprio do ser humano buscar sempre mais, então, por que não almejar a mesma felicidade das estrelas, heim? ;)
Beijão, e feliz páscoa, moço!