2010/06/06

Dia 345

Um pássaro vê tudo lá de cima e mesmo assim não liga para nada. Nada interrompe o bater de suas asas. Nada interrompe sua tragetória. Até quando o vento sopra mais forte, ele continua a ir mais forte para prosseguir sempre adiante.
Quero ser um pássaro, um pássaro negro. Até quando um fica cansado, é posto na frente para não ser deixado para trás. Eles nunca deixam ninguém para trás.
Voar bem longe daqui, ir a lugares que nunca fui e ser mais livre do que jamais fui. Por apenas poder bater as asas para longe daqui agora. A imensidão do céu seria minha. A imaginação do meu destino também. Por isso vale a pena morrer e voltar, voltar como um pássaro. Eu espero ainda ser um deles algum dia. Eu quero ser um pássaro.

8 comentários:

Diego disse...

"ir a lugares que nunca fui..." vencer barreiras, conhecer o que nunca conhecer, manter o contato com o novo são algumas, das milhares, formas de irmos a lugares que nunca fomos... Sinples, singelo, significativo. (:


--
www.diiegopauliino.blogspot.com

War Inside My Head disse...

Me lembrou os versos e a parte sombria do filme corvo!
Muito bom!

Sâmela disse...

Também gostaria de ser um passaro e voar de encontro com a felicidade.

to seguindo (:

Arash Gitzcam disse...

oser humano tem capacidade de ser ainda mais livre q um pássaro...

http://poesiadapocacao.blogspot.com/

César disse...

bela poesia...só não sei se adoraria ser um passaro não kk.

Ligia disse...

Rs engraçado que todo mundo lendo o post se imagina um pássaro! :D

Vc nos faz refletir...*-*

& Sân'Parente disse...

ahh... acredito na reencarnação sim' e acredito que serei um passaro quando eu atingir a luz >.<

iMartyTurbo disse...

nunca entendi como os passaros tem tanta forca e disposicao pra bater asas, q coisa nao