2010/12/04

Dia 523

Eu queria filosofar alguma coisa importante hoje. Algo que eu tivesse orgulho e ao mesmo tempo inspirasse outras pessoas. É complicado. Mais complicado ainda por que eu sei que nem todo mundo compreende as próprias inspirações.
Algumas pessoas sabem dançar, outras saben cantar. Por outro lado existem aquelas que sabem mexer com flores. E aquelas ainda que tocam piano. Parece besteira ou clichê de filme americano mas as pessoas reparam umas nas outras.
Geralmente ouvimos esse tipo de coisa em filmes, mas você já parou para pensar que em um instante ou vários instantes do dia, você se pega pensando em alguém? Ás vezes foi só aquele rapaz do trem, ou aquela mulher que esbarrou com você na rua. Mas você pensou nela. Foi predisposto na sua mente que naquele momento vocês estavam juntos.
Vocês estavam juntos, ninguém os interrompeu. Nada de tocar o telefone, a luz acabar ou o farol abrir. Eram vocês e só isso. São aquelas brincadeiras que fazem nossa cabeça girar e agente pensa: Por que estou com isso na cabeça agora? Por que pensei isso?
Bom, sua mente nunca vai lhe responder isso e provavelmente se responder, vai ser uma mentira. Por que você que irá inventar. Se eu fosse você não pensaria nisso. Quase certeza que você enlouqueceria.
Grandes verdades ou pequenas mentiras. Tanto faz. No fim, você se pega rindo por que lembrou daquele desconhecido.
Acho que agora fiquei inspirado. E tenho 6 bilhões de desconhecidos para fazer lembrar disso.

14 comentários:

Maíra Souza disse...

Hahaha
É verdade. Do nada a gente pensa e acha estranho..
Vai ver que algo no desconhecido chamou a atenção ou então somos pessoas como nos filmes americanos que sempre reparam nos outros.
=p

"Raquel Curiel" disse...

Vc me inspira,me leva a refletir, e eu penso em vc huahuahuahuahua

Adorei o Post...

BjOoOoOo

Priscila Mondschein disse...

Agora vc me fez pensar que eu devo ter sido a lembrança de alguém pelo menos uma vez por dia, alguém com quem cruzei no meio do caminho, alguém que olhei nos olhos, alguém em quem esbarrei, ou alguém que simplesmente reparava em mim no ônibus ou no trem... assim como eu também faço!

E isso é legal!!! :)

Beijão!

Caroline Araújo disse...

Ah, que texto incrível.
Confesso que observo muito as pessoas, o comportamento e etc. Logo, torna-se comum esse tipo de lembranças bobas ocorrerem em minha mente. Eu gostei bastante do modo como o seu texto foi sutil, leve, sem exageros.
"No fim, você se pega rindo por que lembrou daquele desconhecido." Acho muito boa essa sensação.
Mil beijos.

tammy diktiva disse...

Tem dias que quero mesmo filosofar rs, entendo mto bem isso. Em relação aos desconhecidos, me encantam. Suas expressões, suas faces em si, as vozes, o desconhecido. Só seria melhor se os desconhecidos estivessem dispostos a se conhecerem. Tenho muitos anos pela frente e mais milhares de desconhecidos pra conhecer, e isso é bom, oh se é (:
Ps.: meu bem agora vc me encontra no http://noquintaldomundo.blogspot.com

deh ramos disse...

Engraçado isso que você escreveu.. Me fez ver o mundo de uma maneira totalmente diferente da que eu estava vendo ontem, rs. Sabe, eu estava voltando do cursinho tarde da noite, mas a rua ainda estava muito movimentada. Daí pensei justamente naquelas pessoas como coadjuvantes, pelo menos pra mim, naquele momento. Elas não podiam me descepcionar, afinal não havia nenhum tipo de expectativa de minha parte. Era como se a falta de laços permitisse uma relação mais feliz. Ironia, claro. Pois, sem laços, não ha relação.. Mas foi somente um devaneio meu (mais um). Quando o ônibus chegou, essas coisas se aquietaram da mente e eu até pensei que já tinha esquecido.

Beijo enorme!

Obrigada por esta grande verdade, rs.

Tatylee. disse...

Seja lá qual foi a tua intenção
Saiba que mexeu comigo de certa forma
XD

Anjo Noturno disse...

Muitas vzs minhas inspirações vem do desconhecido que teima em invadir meus pensamentos
;P

Ágatha Alves disse...

Ahan é verdade, todos os dias eu penso em pessoas que vi a uma semana atras no ônibus, ou uma pessoa que olhou pra mim em um certo dia. Sei lá são coisas que fica no sub consciente meio sem explicação, pq n tem uma explicação lógica para tudo que passam em nossa cabeça. Por isso nem fico me martelando muito, pq quando eu fazia isso eu era uma pessoa muito problematica rs.
Beijão

Achmounein disse...

Realmente...Eu pensei tb que eu já fui a lembrança de alguém...E qntas pessoas já fizeram parte da minha lembrança em um segundo? Perdi quase 200 dias dos seus escritos...Nem que eu pareasse durante minhas horas vagas no trampo conseguiria ler todos os posts...Mas percebi que a inspiração continua... ;-)
http://marajunia.blogspot.com

Camila Gusmão disse...

verdade, e o pior é que sempre tento entender... acho que por isso estou pirando mesmo.

Janaína Pupo disse...

Sempre com palavras interessantes e que nos deixam a pensar.
Estava com saudade daqui.
Beijos querido.

Raisa Barcelos disse...

show

Raisa Barcelos disse...

SHOW