2010/03/23

Dia 280

Houve um tempo em que quimavámos as idéias ruins e estudávamos as boas. Mas as cenas começaram a passar muito rápido e confundimos tudo. Sabe... às vezes você se sente completo. Não tem nada. Não tem o carro do ano por que seu carro é velho e mesmo assim roubaram. Não tem casa grande por que a sua é alugada e o aluguel esta atrasado alguns meses. Não tem dinheiro por que ganha pouco e o que tem mal da para pagar as dividas. Mas tem o que é mais importante: alguém na sua vida. Te ouve, conversa com você... Te aconselha e te apoia. Seu ombro, sua melhor companhia, sua melhor risada e seu melhor choro valeram por alguém. Perfeito! É, pensar nisso é bom e viver isso é melhor ainda. Mesmo não tendo 'nada' você tem 'tudo'.
Você sabe como é essa sensação não é?
Sabe sim. Você sente como se tivesse algo vivo dentro de você, se mexendo na sua cintura. Então uma súbita alucinação vem á sua cabeça. Metade do seu corpo entra em transe e se arrepia por fora. Agora na outra metade do corpo, acontece o mesmo. Parece que todo o seu corpo quer entrar em erupção. Cada célula, cada partícula de você parece se mexer agora.
Presume-se que cada organismo presente em você esta reagindo aquele toque. Aquela simples percepção da mente humana de ser tocado. Sua cabeça sai fora de órbita e cada palavra que você ouve neste momento não parece mais do que um susurro. E quando acaba, você ainda sente a sensação de percepção em volta de você.
Acho que eu não sou uma estrela, eu sou uma constelação. Acho que eu não sou um pedaço de chão, eu sou a estrada. Acho que eu não sou uma gota d'água, eu sou o oceano. Eu acho que não sou o escuro... Eu sou a sombra no Sol.
É por isso que fazemos a diferença pra alguém. Por isso somos alguém para alguém. Qualquer um pode ser o 'tudo' pra outra pessoa. Amor não vem de graça. Requer esforço e dedicação todos os dias. Quem estiver apto a pagar esse preço tem a maior de todas as recompensas. É aquela que não vale nada, mas vale 'tudo'.

5 comentários:

joão victor borges disse...

cara, você parece escrever em sincronia com os meus pensamentos. passei muito tempo numa vida, digamos, 'infeliz', e há pouco tempo, pelo menos de apenas alguns meses pra cá, venho conseguindo colocar tudo de volta, e isso está sendo tudo pra mim! e o seu texto fala exatamente sobre isso, sobre ter nada e ter tudo, e como ter tudo, em qualquer ocasião, se reflete totalmente numa pessoa... não sei como explicar, mas é bom saber que há pessoas que se sentem assim, porque é o melhor dos sentimentos.

disse...

Coisa mais linda esse texto! É engraçado que, quando a gente menos espera,é que temos essa sensação. É aquela velha história de sempre procurar e procurar r procurar por um amor que pode estar do nosso lado,mas que a gente nunca foi capaz de enxergar.
Ter borboletas no estômago,mesmo que seguidas de nós na garganta,é a melhor coisa do mundo!


Você escreve muito bem! Parabéns.

:)

seuvicio disse...

Qto drama pra descrever uma gozada.

Ligia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ligia disse...

Gozada?
Acho que o cara aí não entendeu muito bem o que vc quis dizer...
Vc ñ se referiu exatamente a isso, mas sim a amar uma pessoa. xD
Fods ser mal interpretado...