2013/09/16

Dia 1597

Era só mais uma noite, mais um bar, mais um cheiro ruim que não existia. Mas do outro lado do bar, ela bebia em um copo o velho escocês. "2 pedras de gelo apenas, se não deixa o scotch amargo" ela dizia. Entre aparentes inexpressões e sentimentos gélidos, a admiração, o interesse e desejo jamais se escodem. E eu reparei nela ali. Uma saia, nem tão acima do joelho nada vulgar, também nada tão abaixo para não parecer tão santa. A medida perfeita. Escura. Perfeita para sua pele branca que havia por baixo daquele tecido. A blusa, transparecia e ressaltava as linhas do rosto dela. E que rosto. Eu poderia ficar olhando pra ele por horas.
Ela foi la pra fora fumar um cigarro e eu fui atras, segurando minha cerveja. Na borda do copo dela havia marca de batom. É estranho eu achar isso um tanto quanto sexy? Ela se apoiou no carro estacionado, me ofereceu seu cigarro acesso para tragar o meu. De repente eu vi a mesma marca de batom em seu cigarro. Eu quis sentir o gosto daquele batom na minha boca. Eu quis a boca dela encostada na minha. Minha cabeça projeta uma cena da gente fazendo amor bem forte, bem gostoso. Como se fossemos intimos a anos e mal nos encontramos. Eu senti o gosto dela bem na minha boca, no meu corpo todo. Eu senti cada parte daquela mulher em mim. E ninguém, nunca, jamais vai saber o que aconteceu de verdade entre a gente naquela noite. Ela deitou no meu peito e fez desenhos em cima das minhas tatuagens. Me olhou nos olhos. Sabe como é dificil encontrar alguém que te olhe nos olhos e que pareça ser de verdade?
São 2 pedras de gelo. Um batom Brave no meu cigarro. E mais uma noite na minha memória.

Um comentário:

Mara Júnia disse...

Cara...Tem mto tempo q não entro no seu blog...No início achava que vc escrevia para uma mulher real...Agora não sei se são devaneios, sonhos... Não sei se é um diário ou ficção... Mas seus textos são mto bons!!! Parabéns... Hahahaha
PS: Não fumo, mas me imaginei na cena com um cara!!!