2016/02/20

Dia 2204

Essa noite sonhei com você. Acordei sorrindo.
Na verdade eu não sei se sonhei com você porque antes de dormir acabei encontrando aquela foto antiga em preto e branco que eu te segurava no colo. Bendita seja a pessoa que registrou esse momento. Era uma amiga sua acompanhando o plano. Sinceramente eu não sabia como fazer mas queria que você nunca esquecesse aquele momento. E foi naquele dia da foto que te pedi pra ser minha. Você aceitou. 

Uma pena não ter dado certo, eramos um casal bonito. Mas tão jovens, eu achando que sabia o que fazer e você descobrindo como fazia. Não nos encontramos nessa linha. Uma pena. Uma pena mesmo. E lembrando de um passado não tão distante assim, hoje sozinho, me dou conta de como fui só um cara fraco e covarde ao não tentar impedir sua partida. Um pouco de coragem e algumas poucas palavras poderiam ter mudado tudo.
Ainda lembro de ter carimbado sua cama de solteiro com nosso amor em meio aos ursos de pelúcia. De você ter me gravado um vídeo mostrando que tinha encontrado minha música no seu rádio. Das suas teorias malucas sobre o universo. Do fato de você amar o céu e ter sido a minha estrela. Ás vezes me deparo com registros fotográficos seus por ai, não que seja descuido meu em ter deixado algum rastro sobrando. É que na verdade nunca quis te apagar por completo da minha vida. Até quando você foi, senti o gatilho do suicídio fazendo o barulho da morte. Mas não o fiz. Preferi sentir saudades de você, pelo menos mantinha você comigo.
A real, é que não sei o porque de ter sonhado com você essa noite. Gosto de pensar que você veio me visitar porque sentiu saudades, pra saber como andam as coisas. Ficaria surpresa nas histórias que tenho pra contar agora. Acabei a faculdade, fiz alguns amigos novos. Outros porém, foram embora. Aprendi a olhar por uma lente de 50mm e deixei a Glock trancada na gaveta. Fui para muitos lugares, quis você lá em todos eles. 
Sempre imaginei você como aquelas garotas que ficam paradas na costa da praia vendo o sol se por. Olhando o horizonte cheio de esperança. Como se o mundo todo fosse bom outra vez.
Mas me deixa contar uma coisa, essa noite sonhei com você. Acordei sorrindo.

3 comentários:

Raíssa Siqueira disse...

Completamente apaixonada por sua escrita <333


http://poesiadescompassada.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Que texto gostoso!

Alice Paiva disse...

Seus textos... são fantásticos demais