2010/08/20

Dia 472

Tinha aquela mesa, com uma luz meio ligada, meio desligada. Bem fraca e amarelada sobre a mesa de madeira escura. Com um copo de café velho e umas folhas rabiscadas com algumas anotações. E o velho óculos de leitura, assim como o velho sofá de couro.
No papel, o resumo de mais uma vida. É impressionante como podemos resumir nossos melhores e nossos piores momentos da vida, em meia dúzia de folhas em branco. Só o fato de poder escrever sobre a vida em folhas de papel já é incrível. Mas fico pensando nas pessoas que irão ler elas. O que vão pensar da linha 26 da página 3. Ou da linha 14 da págino 5. E quando chegar ao ponto final, o que vão sentir? O que vão pensar quando disser que a respiração quente no meu rosto, foi incrível. Que eu me senti forte quando ainda estava fraco. Que naquele momento cruzei as linhas de sinais vermelhos, piscando por nada. Será que irão conseguir imaginar com a riqueza de detalhes que tinha pra mim?
Eu estive em vários lugares, eu vi as marés. Vi pessoas, pessoas bonitas. Mas agora, aqui, nesse sofá, com meus óculos, a fumaça da lareira e algumas folhas na minha frente só consigo escrever o modo como vi as situações. Não as pessoas, nem os acontecimentos... Mas absolutamente tudo que me rodeava quando eu estava de encontro comigo. Todas as estações de trem, todas as janelas dos taxis, todas as pontes que cruzei. Assistindo em silêncio, o mundo em minha volta. Passando á escada para o paraíso.

8 comentários:

Camila Gusmão disse...

O que irão pensar não é importante...
Uma vez uma pessoa me disse que não sabia se o amarelo que ela via na tinta da parede tinha um tom igual ao que eu podia ver.... A vida tbm é assim, não temos como saber o que as outras pessoas irão sentir, nem podemos garantir que será o mesmo que nós.
Linda noite pra vc.

@iamvictor_ disse...

Adoro ler esses tipos de textos, são sempre bons. Parabéns !

Sunshine # disse...

belo blog. e bela paciência e verdadeiro amor pelas letras, para escrever tamanhas postagens

Bruna disse...

abri o endereço que vc deixou no meu blog e fiquei demorando pra acreditar que vc REALMENTE tem uma postagem pra cada dia do ano. Invejo-te.
Meus devaneios vem espaçados e o tempo, sempre tão curto, me expulsa daqui direto pra cama.

Adorei o blog, tua escrita é muito boa, nada de monotonia!

Máátheus Queiroz disse...

Muito cult, irei vir aqui com frequência.

Parabéns...


Se puder, pode ler meu ultimo post?
Chama-se: “Aleatório”

http://assunto-jovem.blogspot.com/

pode ser? Depois nos fala o que achou. =)

Naírla Silva disse...

Seus textos sempre são bons !!!
Adoro ler seu blog. Bjs

p.s: coleciono coisas estranhas tipos meias, caixas de tintas, paeis de presentes rs.
bjs

http://coposcheiosdevodkaerocknroll.blogspot.com/

Juliana disse...

Oláá!!! Nossa seus textos sempre são maravilhosos!!! vc ta de parabéns!!!!! adoro visitar seu blog, venho sempre!!! continue assim!!!

www.julyritmoquente.blogspot.com

Bjoks da Júh!

tammy diktiva disse...

Eu acho lindo o dom de escrever e nem preciso dizer o quanto você escreve bem ne?. Também fico me perguntando o que as pessoas vão achar, como e se vão entender o que eu estou dizendo como eu quero dizer. Adorei o texto, os detalhes me fizeram imaginar a situação
:**