2010/08/24

Dia 477

É assim que pensa o sociopata no banco de trás. Qual é a sua? E se colocassem uma arma na sua cabeça e disessem pra você falar o que se passa dentro da sua cabeça senão estouro seus miolos, o que me diria?
O que você precisa é uma coisa, apenas uma e tudo começa. Um ponto de partida, um pontapé inicial. O número do telefone da garota, a indicação no trabalho, a camisinha, o relógio fora do pulso... Mas nem consegue ligar pra garota. Dai percebe que deixou o tempo passar, que não fez nada, que ficou velho.
É assim que pensa o sociopata no banco de trás. Todos os valores morais que existem, aqui não tem mais e nada aqui tem mais valor. Então é assim né... que tudo se dane? Então ta... quer saber? Que tudo vá para o inferno.
Dai o carro voa pela mureta de concreto na divisória da pista. Foi a idéia brilhante logo depois de acelerar o carro e ele capotar, bem antes de parar em frente a calçada 300 metros adiante de onde a mureta estava.
Bem, foi assim que eu pensei... É assim que pensa o sociopata no banco de trás.

3 comentários:

ZUMBIE DOLL disse...

Muito bom o texto, deixar passar oportunidades, viver sem medo, viver, não de deixar levar pelas ondas da banalidade cotidiana, viver, reagir ao mundo, fazer o mundo reagir a você.

viver sem medo de ser.

bem legal o post

http://bonecozumbie.blogspot.com/

tammy diktiva disse...

O pior é que as vezes nem essa uma coisa ajuda, as pessoas se acomodam tanto que tem preguiça ou medo quem sabe até mesmo de aproveitar as oportunidades que a vida dá.
E quanto ao sociopata, existem vários entre nós

V disse...

"que se foda"?
interessante pensar que tanto o sociopata quanto o sociofóbico começam quase do mesmo jeito, um aceitando essa frase e o outro tendo medo dela...