2010/01/25

Dia 227

De certa forma, bem que eu queria ser assim. Sabe, tipo não ligar nem me preocupar com coisas que realmente são importantes. Acho que seria feliz, do mesmo modo lamentável com que nossos amigos da tv são felizes. Nada abala eles, e eles não abalam nada.
E por aí não para de chover idéias e sugestões. Gente assim não está nem aí se vai ofender ou não os outros. Qualquer que seja a característica. Tamanho, peso, fedor. Se você tiver uma delas, o povo não perdoa, mesmo que você esteja todo fodido no chão. Cara, eu não sabia que as palavras podiam pesar tanto. Ao ponto de mudar completamente a vida de outra pessoa. Então, talvez, por que o mundo não se cala pras idiotices que vem soltando ao longo desse tempo todo? E aí está, a estupidez em sua forma mais pura.
Ás vezes pergunto á minha consciência se ela é real. Claro que é real. É real como qualquer acontecimento ou historia. É real quando você participa. Mas hoje, o céu está todo estrelado, dando uma baita vida à noite e quando eu me deito e olho pra cima, fico até perdido. Tenho a sensação de que estou caindo, só que pra cima, no abismo do céu sobre mim.
Acho que a vida é assim, tipo poesia e só depende de quem escreve pra quem quer ler que ai tudo faz sentido. Do contrário, são só mais algumas dezenas de palavras sem sentido algum. Onde algumas manhãs, parecem que batem palmas pra me acordar.

2 comentários:

Fabricio bezerra da guia disse...

gostei do seu blog.227 dias postando é interessante.eu sei que foi assim que começaram os blogs mas eu nunca vi um desse jeito.vou segui-lo

Ligia disse...

Nem eu...nunca vi um blog assim!
Meu Amor, é tão diferente...*_*