2010/07/14

Dia 410

Hoje, quando o dia ia entrando pela minha janela sem permissão. Eu acordei e fiquei sentado na cama olhando pra ela molhada, tentando pensar e em entender o que é de importância na vida. Você nasce e cresce, fica mais velho, adquiri mais responsabilidades. Arranja um namorado, quem sabe noivo e até marido. Consegue um emprego, aparece um bebê, dois... Trabalha anos a fio, talvez consiga uma casa, talvez não. Que tal uma promoção? Vê algumas pessoas partirem dessa vida, outras aparecerem. Algumas viagens, paga umas contas, outras não. O relógio da mais algumas voltas no relógio, você se aposenta. E aí?
Eu pergunto o que faz tanto sentido? Um começo-meio-fim resumidamente aqui. Sabe, eu realmente não entendo. Qual é a coisa mais importante da vida? O amor ou a carreira? O trabalho ou a família?
Você acha por que não tem namorado ou um emprego a sua vida acabou? Acha que por que não tem todo dinheiro que gostaria é um bom motivo pra dizer 'que se dane' pra tudo?
Ou será, que alguma coisa, um café da manhã que seja, que vale por todo o resto. Qual o sentido de continuar, de seguir adiante e não apenas parar. Quem vai ligar, quem vai saber? Falando assim, a vida parece tão parada e tão chata por si só. Também, não importa mais... Meus desejos são ordens para mim! Por isso vou ser feliz.

6 comentários:

Luiz Brisa disse...

acho q isso acontece com tds

Raphael Andrade disse...

Neste post compartilho do mesmo pensamento que vc.
Fiz um post assim em meu blog já.
Creio que, desde começo-meio- fim, deve se viver intensamente o hoje, já que não sabemos quanto tempo vai durar o meio ate chegar o fim. O segredo ´talvez seja esquecer os outros e procurar ser feliz.
abraços
http://jovemandrade.blogspot.com/

Sandro Poemas disse...

Muito bom esse texto...Mas eu acho que nas nossas vidas a graça não é seguir uma ordem comum e sim fazermos nossas historias
Seguindo!
Visita?

www.rimasdopreto.blogspot.con

Hannah disse...

Nossa, parabéns! Não só pelo texto, pelo blog todo! É muito criativo e envolve a gente a se colocar na mesma viagem que o autor. Porque, afinal de contas, todos estamos, né? (citando Luiz Brisa ;)
Obrigada por ter passado lá no http://somdechuva.blogspot.com! Vou adicinar seu blog como parceiro, posso?
E, claro, fique à vontade para divulgar o texto, desde que coloque os direitos autorais... haha...
Muito prazer, moço, sucesso!

Bruna Zumbia disse...

respondendo o comentário: a vida é muito mais que comer carne ou nao! E te tanta coisa pra gente parar e resolver né?
-

Esse post agora que voce escreveu me fez derramar lágrimas,pois lembrei do meu avô e depois que ele morreu eu descobri que ainda tem muito pra se viver além daquela rotina horrivel que milhoes de pessoas vivem (:
Voce é um otimo escritor,parabéns
beijos

Giih disse...

Realmente adorei seu blog, li muita coisa e achei interessante o modo como consegue se expressar tão bem.
Adorei o post, tudo a ver... é a pergunta q um dia todos nós nos fazemos: Qual é o sentindo da vida? E passando a vida inteira procurando a resposta...