2010/02/09

Dia 255

Ás vezes fico fudido com as coisas. Fudido por não ter nenhuma moeda no bolso. Fudido por terem cortado minha luz. Fudido por não ter conseguido pagar o aluguel... Mas o que me deixa mais fudido ainda é saber que o que move esse mundo são pedaços de papel. Se você não tem pedaços de papel pra trocar pelas coisas você literalmente se fudeu.
Mas o meu mundo não, não mesmo. Não preciso de pedaços de papel para saldarem as dividas comigo. Basta um sorriso e nosso débito fica pago. Mil rosas são mil sorrisos. Embora eu sempre queira mais que isso!
Vocês não podem matar a minha mente. Um homem entregado nunca pode fazer seu caminho na escuridão. Eu sei que hoje a noite irá terminar mas eu não irei dar esta vida de novo. É muita coisa pra fazer em uma vida só. Minha carne é tudo que eu tenho e meu rosto esta em sustos. E eu vejo que esta vida não é suficiente. Mas olhe só baby, eu consigo voar.

3 comentários:

Carola Guimarães disse...

Eu também posso voar! ;D
Gostei da crítica! Exceto pelo "f#!#@", seria um perfect! ^^
Abraços...

J.J. disse...

Parabens pelo blog !
gostei msm !
e texto tbm ficou legal !

Natassia Araújo disse...

Achei seu blog na comunidade do orkut e adorei o texto.Parabéns!

SEGUINDO....