2010/02/13

Dia 263

Dança é equilibrio. Um equilibrio natural das linhas do seu corpo com a linha direta da música. Se tivesse muita gente, eu agruparia todos e coordenaria, para a melhor apresentação que o mundo já viu. O maior espetáculo da Terra. Mas acho que o maior espetáculo já existe... pra todo mundo esse espetáculo já existe. A vida, o maior espetáculo de todos os tempos. Um nasce e o outro morre. Se ninguém morresse, não teria espaço pra todo mundo. Se morrendo, o mundo mesmo assim parece pequeno, imagina só...
Todos ficam felizes e alegres quando um bebê nasce. Mas todos choram quando alguém morre. Mas deveríamos chorar pelos bebês e ficar alegres com as pessoas que se vão. Mesmo eles sendo umas gracinhas, não sabemos que coisas esse mundo reserva para eles. Se vão ficar felizes ou sofrer. Se vão se machucar ou se vão ser cautelosos. Se vão amar ou odiar... São muitas incertezas pra um ser tão pequeno. Já quem parte não... Já fez o que tinha que fazer, já passou por tudo. Está indo para um lugar melhor (ou não). Vai lá, andar de roupas brancas, descalços e pisar em nuvens. Conversar uns com os outros e depois se predisporem a ajudar aqui embaixo. Quer vida melhor? Viver em paz completa, finalmente!
E mesmo sem saber, temos que participar do maior espetáculo da Terra. Vamos lá, conhecer alguns atores, rir dos erros de ensaios, aprender bastante, trocar várias vezes de figurino e nunca usar máscaras. Pra no fim... fazer uma boa peça e receber aplausos.

4 comentários:

Erikalicious disse...

A postagem é linda!
Você fala a verdade, e sabe utilizar as palavras certas.
Já cheguei a pensar isso sobre os bebês e os mortos também, mas parece ser algo difícil, quase impossível de explicar.
Vou te seguir!
Bjs!

João Victor Borges disse...

"Todos ficam felizes e alegres quando um bebê nasce. Mas todos choram quando alguém morre. Mas deveríamos chorar pelos bebês e ficar alegres com as pessoas que se vão. Mesmo eles sendo umas gracinhas, não sabemos que coisas esse mundo reserva para eles. Se vão ficar felizes ou sofrer. Se vão se machucar ou se vão ser cautelosos. Se vão amar ou odiar... São muitas incertezas pra um ser tão pequeno. Já quem parte não... Já fez o que tinha que fazer, já passou por tudo. Está indo para um lugar melhor (ou não)."

uma palavra: INCRÍVEL!
belíssimo texto, PARABÉNS!

http://anpulheta.blogspot.com

Monica aka Khlly disse...

este raciocínio é incrivelmente perfeito! Nós deveríamos ficar felizes por aqueles que já se foram! Muito bom mesmo!!

Laura M. disse...

muito bom!De verdade *-*