2010/02/10

Dia 257

Sabe aquela sensação de nada? É, de nada. Quando agente tem alguma atividade na escola, ficamos sempre esperando chegar as férias. Ahh, merecidas férias. Mas depois quando as férias chegam, logo depois de uma semana mais ou menos, ficamos ansiosos para chegar a volta ás aulas. Para rever nossos amigos, fazer mais bagunça... Adiante tem o emprego. Trabalhamos muito e esperamos um final de semana ou feriado que fica imendado por alguns dias para aproveitarmos nossa casa ou passearmos ou até mesmo só descansar. Ahh, final de semana que não chega. Mas a sensação de nada que existe, é quando você não tem para onde ir, para onde voltar...
Você terminou a escola, não consegue nenhum curso a sua necessidade. Está desempregado e mal tem a grana de condução para ir ver os amigos. Não tem previsão de volta, não tem tempo pendente. Não tem obrigação, nem tem para onde ir... Não tem nada.
É uma sensação de impotência horrível, ainda mais quando você vê que precisa sair daquela situação o mais rápido possível. É uma bomba de tic-tac dentro de você, que explode se a sensação aumentar demais. É muito tempo ocioso e isso é incrivelmente ruim. Você senta em qualquer lugar e fica olhando pra qualquer coisa. Não tem nem no que pensar, por que afinal sua vida foi reduzida aquele cômodo... pra ser mais preciso sua vida foi reduzida aquela espaço do qual você esta sentado. E a vida pode ser tão grande, tão imensa... Que você não entenderia se eu tentasse explicar. Acho que só estou ausente de mim mesmo.
Mas assim não da. Com essas vozes na minha cabeça e essas memórias mortas no meu coração. Eu estou morrendo. Cada parte de mim esta morrendo nesse lugar e cada pedaço sai por uma cicatriz. Isso me assusta. Mas eu sei que vou sobreviver, mesmo com essas memórias mortas no meu coração. Por que a vida é grande, não... A vida é imensa. E sabe aquela sensação de nada? Não era nada não!

3 comentários:

Rogerio disse...

o nada as vezes e tudo...ou o nada as vezes não pode ser tudo...ou nada;;;ja tive essa sensação varias vezes...

Gutt e Ariane disse...

Realmente, as vezes bate um vazio e uma desesperança inacreditáveis... mas no fim, como foi dito, não era nada não...só coisa de momento : )

Liuri Loami disse...

Todos passamos por momentos vazios, isso é horrivel. :x
Mas pare e pense numa coisa: na vida, no mundo, existem milhões de atividades diferentes, e para boa parte delas não é necessario dinheiro, nem tempo.
Livros, música, instrumentos, caminhadas.
já pensou nisso?

http://numberpi.blogspot.com